BUSCAR
BUSCAR
Austrália
Pescador tenta capturar tubarão com as mãos e desfecho não acaba bem
O tubarão foi capturado e morto por pescadores pouco depois do incidente envolvendo Josh
Por Redação
08/05/2017 | 20:45

Um homem foi mordido enquanto lutava para laçar um tubarão na costa de Queensland, na Austrália. Josh Neille disse que estava tentando ajudar o animal, que estava com um anzol preso no corpo, mas ele não antecipou qual poderia ser a reação do tubarão.

“Quando eu tentei nadar até ele para colocar uma corda no rabo e puxar para dentro do barco, ele virou e me mordeu. Eu queria colocar um cano na boca dele para remover os anzóis e soltar o tubarão. Nós fomos com a melhor das intenções, eu não tinha a menor intenção de matá-lo, só queria libertá-lo”, contou ao portal de notícias australiano Jimboomba Times.

uetyui

 

Em um vídeo publicado pelo próprio Josh é possível ver como a ação aconteceu e a mordida na perna dele. Ele foi levado para um hospital para receber o tratamento adequado e ainda brincou que tinha sorte de não ter sido mordido em partes mais delicadas. “Foi uma decisão rápida e lamentável e depois eu percebi que era uma escolha muito estúpida, mas o plano era soltar o tubarão, é uma pena que não tenha acabado bem.”

O tubarão foi capturado e morto por pescadores pouco depois do incidente envolvendo Josh. Apesar de trabalhar com a reabilitação de animais doentes onde mora, em Gippsland, também na Austrália, Josh declarou que terem eventualmente matado o tubarão não era nada demais, mas suas ações foram repreendidas pelo diretor de Ciências Marinhas do Sea World Trevor Long. “O vídeo publicado promove os valores errados. Ele diz as crianças que podemos abater esses animais, que é divertido”, declarou.

 

 

Fonte: Diário de Pernambuco

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.