BUSCAR
BUSCAR
Posição
Ex-líder britânico defende permanência da Escócia no Reino Unido
Ele defendeu que a Escócia deveria ser capaz de definir algumas taxas de impostos, assinar acordos internacionais, e ter mais controle sobre setores
Por Associated Press
18/03/2017 | 15:55

O ex-primeiro-ministro britânico Gordon Brown disse que a Escócia deve obter poderes mais abrangentes, mas permanecer no Reino Unido. Ele entrou na briga sobre o futuro da região neste sábado com um discurso na Escócia no qual afirmou que a saída do Reino Unido da União Europeia, o Brexit, torna o caso para a independência escocesa mais fraco, não mais forte.

Ele defendeu que a Escócia deveria ser capaz de definir algumas taxas de impostos, assinar acordos internacionais, e ter mais controle sobre a agricultura, a pesca, a regulamentação do meio ambiente, emprego e energia.

Brown desempenhou um papel importante em 2014, quando ajudou a convencer eleitores escoceses a permanecer no Reino Unido.

O primeiro-ministro escocês, Nicola Sturgeon, tenta realizar um novo referendo de independência, mas a primeira-ministra britânica, Theresa May, rejeitou a realização de outra votação agora. Sturgeon quer realizar a votação no final de 2018 ou início de 2019.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.