BUSCAR
BUSCAR
Imunidade
Europa aprova vacina contra ebola; método é estudado para a Covid-19
Imunização usa mesma tecnologia aplicada em testes de vacina contra o Sars-Cov-2
G1
02/07/2020 | 17:23

A União Europeia (UE) autorizou nesta quarta-feira (1º) a produção de uma vacina contra o Ebola que usa a mesma tecnologia estudada para a imunização contra o coronavírus Sars-Cov-2. O laboratório ainda espera uma liberação da Organização Mundial da Saúde (OMS) para a distribuição da substância em países da África, onde há surtos ativos da doença.

A vacina contra o Ebola é produzida pela farmacêutica belga Janssen e provou ser capaz de induzir a produção de imunidade duradoura contra o Zaire ebolavírus em adultos e crianças acima de um ano de idade.

Essa é a primeira a ser aprovada pelo bloco que usa a tecnologia patenteada AdVac, feita a partir de um vetor viral. O método é o mesmo estudado pelo laboratório para a criação de vacinas contra a Covid-19, Zika e HIV.

O protocolo de imunização inclui duas doses, a primeira com a vacina belga Ad26.ZEBOV, e uma segunda produzida pela farmacêutica dinamarquesa Bavarian Nordic’s, a MVA-BN-Filo, com uma diferença de oito semanas entre as duas.

O pior surto de Ebola registrado até o momento atingiu os países do oeste africano entre 2014 e 2016. Naquele momento, foram cerca de 30 mil infectados e ao menos 11 mil mortos. Há ainda dois surtos ativos no continente, na República Democrática do Congo, que desde 2018 já matou 2 mil pessoas e tem uma mortalidade superior 65%.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.