BUSCAR
BUSCAR
Atitude
EUA e UE expulsam diplomatas russos por caso de espião envenenado
Ex-agente duplo, Sergei Skripal, e sua filha foram envenenados no último dia 4 por uma substância neurotóxica em Salisbury, no sul da Inglaterra, num ataque atribuído a Moscou
Estadão
26/03/2018 | 12:18

Os EUA e a União Europeia anunciaram nesta segunda-feira, 26, a expulsão de dezenas de autoridades russas em função do polêmico caso relacionado ao envenenamento de um ex-espião russo no Reino Unido, no começo deste mês.

O ex-agente duplo, Sergei Skripal, e sua filha foram envenenados no último dia 4 por uma substância neurotóxica em Salisbury, no sul da Inglaterra, num ataque atribuído a Moscou. Os russos negam qualquer envolvimento no ataque.

Apenas os EUA irão expulsar 60 russos identificados como funcionários de inteligência, incluindo 48 da embaixada Rússia e 12 da missão permanente da Organização das Nações Unidas (ONU), disseram autoridades em Washington, em parte por se oporem a um “número excepcionalmente grande” de russos operando em território americano.

A Casa Branca também determinou o fechamento do consulado russo em Seattle, que fica próximo a uma instalação naval americana.

Já o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, informou que 14 países da UE irão expulsar diplomatas russos pelo mesmo motivo. Apenas Alemanha, França e Polônia irão punir quatro autoridades russas, cada. Na Itália e Holanda, serão expulsas duas autoridades de cada país.

Segundo a agência de notícias russa RIA Novosti, o Kremlin anunciou que a Rússia irá responder de forma recíproca às medidas tomadas por EUA e UE.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.