BUSCAR
BUSCAR
Pandemia
Carga viral do coronavírus pode ser reduzida por enxaguante bucal
Três dos oito produtos testados pelos pesquisadores da Universidade Ruhr-Bochum, na Alemanha, reduziram a capacidade de transmissão do vírus
R7
13/08/2020 | 09:22

Uma pesquisa realizada pela Universidade Ruhr-Bochum, na Alemanha, mostrou que alguns antissépticos bucais são capazes de inativar o novo coronavírus reduzindo a carga viral. Isso, possivelmente, pode reduzir o risco de transmissão no curto prazo.

O estudo, publicado no periódico científico The Journal of Infectious Diseases, parte de outros estudos recentes que “sugeriram a importância da garganta e das glândulas salivares como os principais locais de replicação e transmissão do vírus durante o início do covid-19”.

Os pesquisadores testaram oito tipos de enxaguantes bucais diferentes. Os produtos foram misturados com partículas virais durante 30 segundos, depois as partículas eram aplicadas às células Vero E6, receptivas ao Sars-Cov-2.

O artigo comprovou que três das oito fórmulas testadas “reduziram significativamente a infecciosidade viral em até três ordens de magnitude.” O uso desses enxaguantes não impede a produção dos vírus na célula, mas podem diminuir a carga viral”, conclui o estudo.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.