BUSCAR
BUSCAR
Mundo
Bolívia promulga lei controversa que autoriza ampliação dos cultivos de coca
Norma aprovada pelo Congresso boliviano em 24 de fevereiro reconhece um total de 22 mil hectares de coca no país; oposição fala em 'legalizar o narcotráfico'
Redação
09/03/2017 | 12:32

O presidente boliviano Evo Morales promulgou nesta quarta-feira (8) uma lei controversa que amplia a superfície de cultivo de coca no país, em meio a uma divisão entre sindicatos cocaleiros, sua principal base eleitoral, e resistências da oposição.

A nova norma, aprovada pelo Congresso em 24 de fevereiro, reconhece um total de 22 mil hectares de coca. Assim, a Bolívia terá 14.300 hectares de coca na região dos vales subandinos dos Yungas e 7.700 na região de Chapare, no centro do país.

“Estamos aqui orgulhosos e honrados de promulgar a lei geral da coca” com a qual “queremos garantir coca para sempre”, disse Morales em uma cerimônia no Palácio Quemado.
“É o momento de enterrar a lei 1008 (vigente desde 1988), que buscava ter zero de coca na Bolívia”, acrescentou.

Segundo a oposição, “relatórios de instituições como a União Europeia e a ONU indicam que 90% da coca do Chapare vai para o narcotráfico, e querem legalizar isso”, lamentou dias antes o ex-presidente Jorge Quiroga.

O líder dos cocaleiros dos Yungas de La Paz, Franklin Gutiérrez, que não compareceu ao ato de promulgação, afirmou que a folha de coca do Chapare “não se destina ao mercado tradicional”.
Morales rebateu as críticas, afirmando que a Bolívia não é “da cultura da cocaína” e que sua “cultura da coca é milenar”.

Um estudo do governo de 2013, financiado pela União Europeia, afirma que a demanda legal da coca, para infusões, mascar e rituais religiosos, é de apenas 14.700 hectares.

A Bolívia é o terceiro produtor mundial de coca e cocaína, segundo dados das Nações Unidas, depois da Colômbia e do Peru.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.