BUSCAR
BUSCAR
Levantamento
Trânsito reduz 38% em Natal após avanço da Covid-19
Tendência é que, com a abertura do comércio no bairro do Alecrim – coração comercial da capital potiguar – o volume de veículos pelas vias urbanas volte a subir
Redação
31/03/2020 | 05:00

O avanço da pandemia de coronavírus e as medidas de circulação de pessoas adotadas pelo Governo do Estado e Prefeitura do Natal causaram a redução de 38% no congestionamento médio de veículos na capital potiguar. O levantamento é do Banco Interamericano de Desenvolvimento (IDB), com base em dados dos aplicativos Waze e Moovit.

Em todo o Brasil, a redução do tráfego foi de 36% ao longo do mês de março. A capital com a maior queda no volume de veículos foi Brasília, no Distrito Federa, com queda total de 59%. A atualização compara diariamente o tráfego com os da primeira semana de março. Ainda de acordo com os dados, a capital potiguar teve a menor redução no tráfego entre as cidades brasileiras pesquisadas. Natal ficou empatada com o Fortaleza, no Ceará, com 38% de redução do tráfego.

Em março, segundo a análise com dados disponibilizados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento, a maior redução aconteceu entre os dias 23 e 28. Neste perídio, o volume do tráfego caiu 85%. No entanto, após o presidente Jair Bolsonaro defender o fim da quarentena sob o argumento de que a crise na economia poderia ter consequências piores do que a Covid-19 para país, o volume do tráfego voltou a subir no último domingo (29).

A tendência é que, com a abertura do comércio no bairro do Alecrim – coração comercial da capital potiguar – o volume de veículos pelas vias urbanas volte a subir.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.