BUSCAR
BUSCAR
Transporte
Tarifa de ônibus em Natal vai subir para R$ 4,25 a partir de domingo (1º)
Nesta quinta (27), Conselho Municipal de Mobilidade chegou a aprovar um reajuste maior: para R$ 4,15 (cartão) e R$ 4,35 (dinheiro)
Redação
28/02/2020 | 04:00

As tarifas de ônibus de Natal terão reajuste a partir de domingo (1º). O aumento será de 6,25% para a tarifa paga em dinheiro e de 6,4% para o pagamento no cartão de transporte. Com isso, a passagem vai subir dos atuais R$ 4,00 para R$ 4,25 (dinheiro) e de R$ 3,90 para R$ 4,15 (bilhetagem eletrônica).

Segundo a Prefeitura, o decreto oficializando o reajuste tarifário, assinado pelo prefeito Álvaro Dias, será publicado nesta sexta-feira (28) no Diário Oficial do Município.

Ontem, o Conselho Municipal de Mobilidade, formado por representantes da Prefeitura e da sociedade, chegou a aprovar um reajuste maior: para R$ 4,15 (cartão) e R$ 4,35 (dinheiro). Contudo, o prefeito Álvaro Dias determinou uma redução de 10 centavos no valor final.

De acordo com a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU), a proposta de reajuste foi levada à análise do Conselho de Mobilidade a pedido do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Natal (Seturn). A entidade alega que a tarifa está defasada e que, por isso, empresas têm tido perdas financeiras nos últimos anos.

Inicialmente, os conselheiros receberam uma proposta que aumentava a tarifa para R$ 4,25, em valor único, independente da forma de pagamento. Contudo, o colegiado decidiu que seria mais justo manter a tarifa diferenciada, já que um estudo apontou que 70% dos usuários pagam a passagem com cartão eletrônico – o que atenua o impacto do reajuste. Além disso, a tarifa mais barata estimula o uso do cartão e, com isso, minimiza o risco de roubo dentro do transporte público, diz a STTU.

Em contrapartida pelo reajuste, as empresas de ônibus da capital potiguar terão de recuperar estações de transferência em até 45 dias e construir 100 abrigos para passageiros em pontos de ônibus, em até quatro meses.

Também ficou acertado que não haverá pedido de novo aumento por causa da próxima convenção coletiva de trabalho entre as empresas e motoristas e cobradores, prevista para maio.

Nova passagem compromete 20% do salário mínimo; Natal terá passagem mais cara do NE

Com o salário mínimo recém-elevado para R$ 1.045 e o valor da nova tarifa de ônibus em Natal, o trabalhador que depende diariamente do transporte público para se locomover dentro da capital terá de gastar quase 20% da renda mensal para se locomover.

Como a média mensal é de 24 dias úteis de trabalho e de duas passagens diárias, para quem cumpre uma jornada de 40 horas semanais, o gasto com passagens de ônibus será de R$ 204,00 – no caso de quem paga a passagem com dinheiro. Isso representa 19,5% do valor do salário mínimo. Para quem utiliza o cartão de transporte, o comprometimento do salário é de R$ 199,2. O montante equivale a 19% do que o trabalhador recebe por mês.

O novo salário mínimo está em vigor desde 1º de fevereiro. O valor representa uma alta de 4,7% em relação aos R$ 998,00 vigentes ao longo de 2019.

Em comparação, as tarifas de ônibus de Natal poderão subir 16,43% em menos de dois anos. Em 19 de maio de 2018, o valor era de R$ 3,65. Um ano depois, em 16 de maio de 2019, a tarifa foi para R$ 4,00 (dinheiro) e R$ 3,90 (cartão).

A partir de domingo, o valor da passagem paga em dinheiro na capital potiguar será a mais cara em todo o Nordeste. Hoje, a passagem mais cara fica em João Pessoa (PB), onde a tarifa é R$ 4,15. O menos valor está em São Luís (MA): R$ 3,40.

Câmara Municipal convoca secretária Elequicina

Horas depois de o reajuste das tarifas ser anunciado, a Câmara Municipal de Natal acatou um requerimento de autoria do vereador Maurício Gurgel (PSOL) e decidiu convocar a secretária de Mobilidade Urbana de Natal, Elequicina dos Santos, para dar explicações na tarde da próxima quarta-feira (4) acerca do aumento da passagem de ônibus.

Maurício informou que a proposta não estava prevista na pauta da reunião do Conselho de Mobilidade, que aprovou o reajuste ontem. “É papel do gestor público dar explicações à população e aos seus representantes. Trata-se de um reajuste acima da inflação, no dia seguinte ao Carnaval e sem debate com a Câmara Municipal e a sociedade civil”, afirmou.

Até a vereadora Nina Souza (PDT), da base governista, concordou com o requerimento. “A Câmara tem o tempo todo um canal aberto de diálogo com a Prefeitura e em nenhum momento a secretária Elequicina falou conosco sobre a necessidade de reajuste das passagens de ônibus. A população foi surpreendida com a notícia desse aumento. Não dá pra concordarmos com isso”, pontuou a parlamentar.

Tarifas das demais capitais do Nordeste

Natal (RN) – R$ 4,25 (valor em dinheiro) e R$ 4,15 (cartão eletrônico)
João Pessoa (PB) – R$ 4,15
Aracaju (SE) – R$ 4,00
Salvador (BA) – R$ 4,00
Teresina (PI) – R$ 3,50
Maceió (AL) – R$ 3,85
Fortaleza (CE) – R$ 3,60
Recife (PE) – R$ 3,45
São Luís (MA) – R$ 3,40

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.