BUSCAR
BUSCAR
EPI
SMS e UFRN produzem protetores faciais para serviços de saúde
Serão confeccionados 4 mil protetores faciais de acetato, realizando um trabalho artesanal
Redação
06/04/2020 | 12:38

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal, por meio do Centro de Práticas Integrativas Complementares – Cerpic – em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), o Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET) Interprofissionalidade e a Pastoral da Saúde, estão produzindo protetores faciais de acetato para atender os profissionais das unidades de saúde.

“A ideia é ser utilizado por profissionais de saúde que trabalham nas unidades, especialmente as que têm horário estendido e que estão na linha de frente; e também as salas de vacinas, com a finalidade de protegê-los, como também os pacientes atendidos contra o Corona Vírus (COVID-19)”, destacou a chefe do Cerpic, Liene Medeiros.

“Foram entregues 300 protetores faciais, que são colocados por cima das máscaras descartáveis, nas Unidades de Saúde de Aparecida, Brasília Teimosa (horário estendido), Felipe Camarão II (horário estendido), Bairro Nordeste, Nazaré, Ponta Negra e outras no Distrito Oeste. Foram entregues também 72 protetores para o esterilizador e serem reutilizados. A entrega está sendo feita gradativamente”. afirmou Liene.

Serão confeccionados 4 mil protetores faciais de acetato, realizando um trabalho artesanal, mas a UFRN vai receber a doação de uma máquina para agilizar o serviço. A previsão é que até meados de abril esses protetores sejam distribuídos para as unidades de saúde e seja estendido o acesso ao Hospital Municipal de Natal, Maternidades e Unidades de Pronto Atendimento (UPA).

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.