BUSCAR
BUSCAR
Parnamirim
Semáforos ficarão desligados mesmo após conclusão das marginais, diz DNIT
DNIT-RN afirma que obras ainda vão durar cerca de um mês; assim que serviços forem concluídos, será avaliada a reativação dos sinais
Tiago Rebolo
22/10/2019 | 00:09

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) adiou para a primeira quinzena de novembro a estimativa de conclusão das obras nas vias marginais da BR-101 em Parnamirim. Com isso, foi suspensa também a religação dos semáforos que ficam localizados nos cruzamentos da rodovia com as ruas Edgar Dantas e Getúlio Vargas, no Centro.

O prazo inicial para a finalização das obras era esta segunda-feira, 21, mas o DNIT não conseguiu concluir os serviços a tempo. No local, homens ainda trabalham na abertura das pistas no sentido Parnamirim-Natal. Depois dessa etapa, ainda será feita a pavimentação e a sinalização de todo o trecho. No sentido inverso, a execução está mais adiantada, restando praticamente apenas a sinalização e retoques finais.

Para acelerar a execução das obras, os cruzamentos da BR-101 com a Edgar Dantas e a Getúlio Vargas foram fechados. Segundo o engenheiro do DNIT Flávio Matos, o funcionamento dos semáforos no trecho e o tráfego intenso estavam deixando o trânsito lento e prejudicando o acesso de caminhões e máquinas ao canteiro de obras instalado às margens da rodovia.

Apesar de ter desafogado o fluxo e minimizado os congestionamentos na região, a medida foi criticada por empresários. De acordo com o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Parnamirim (CDL), Bira Marques, o comércio foi drasticamente afetado pelo fechamento dos dois cruzamentos. Na opinião dele, as opções de conversão existentes – nos viadutos da Cohabinal e do Parque Aristófanes Fernandes – não são satisfatórios e afastam consumidores da região central da cidade. “Nossa cidade foi dividida ao meio, e isso é ruim. Precisamos fazer algo que reverta essa situação”, destacou Bira, em reunião na Câmara Municipal no início deste mês.

Diante da pressão dos empresários, o DNIT e a Prefeitura de Parnamirim fecharam um acordo para, assim que fossem concluídas as obras nas marginais, os dois cruzamentos seriam reabertos; e os semáforos, reativados. Nesta segunda-feira, 21, contudo, além de adiar os prazos para a finalização das obras nas marginais, o DNIT afirmou que a religação dos sinais não está definida.

“Esta Superintendência Regional, juntamente com a Secretaria Municipal de Trânsito de Parnamirim e a Polícia Rodoviária Federal, estudarão a melhor solução de mobilidade para os usuários daquele segmento da BR-101. Ressalte-se que, após a conclusão das obras marginais, os semáforos continuarão inativos, para que os usuários conheçam e ponderem as vantagens desta opção”, escreveu o órgão federal, em nota enviada ao Agora RN.

Obra na marginal da BR-101, com cruzamento fechado ao fundo – Foto: José Aldenir / Agora RN

Pedestres ouvidos pelo Agora RN reclamaram da desativação dos semáforos – que pode ser definitiva, segundo a nova nota do DNIT. Isso porque, com o trânsito sem retenção na BR-101, a única opção de travessia passou a ser uma passarela que fica a 140 metros da rua Getúlio Vargas e a 130 metros da rua Edgar Dantas. O DNIT calcula que a caminhada dos cruzamentos até a passarela seria de apenas dois minutos (ida e volta), mas pedestres têm ignorado o equipamento e preferido se arriscar entre os carros.

O também engenheiro do DNIT-RN Alexandre Pereira explicou que, para os motoristas, o impacto do fechamento dos semáforos é pouco significativo. Ele mostrou que o viaduto do Parque Aristófanes Fernandes está a apenas 1.050 metros da Getúlio Vargas e que fazer o retorno lá não demora mais que três minutos. Se a opção for o viaduto da Cohabinal, a manobra é ainda mais rápida: 2 minutos, já que o elevado está a apenas 800 metros dos cruzamentos fechados.

Mesmo assim, na reunião que resultou no acordo no início do mês, vereadores e empresários insistiram na reativação dos dois semáforos. O presidente da Câmara Municipal, vereador Irani Guedes (Republicanos), ressaltou que a livre circulação nas ruas Edgar Dantas e Getúlio Vargas é fundamental para o comércio e para o acesso a regiões importantes da cidade, como a do Hospital Deoclécio Marques de Lucena e o cemitério São Sebastião.

Diante dos pedidos de empresários e vereadores, os engenheiros do DNIT haviam consentido com a reativação dos semáforos. Na ocasião, o secretário municipal de Segurança Pública, Defesa Social e Mobilidade Urbana, coronel Marcondes Pinheiro, esclareceu que os semáforos ficariam em funcionamento até que a Prefeitura e o DNIT encontrassem uma solução para os congestionamentos que se formam na BR-101 e nas ruas Edgar Dantas e Getúlio Vargas por causa dos semáforos.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.