BUSCAR
BUSCAR
Merenda
Pequenos produtores cobram que governo compre itens da agricultura familiar para kits de alimentos dos alunos
Sobre a participação da agricultura familiar nas compras dos produtos para os kits, a Seec garante que boa parte dos recursos chegará aos pequenos produtores
Redação
04/05/2020 | 14:52

Fundada há oito anos para fornecer alimentos produzidos por pequenos produtores da região Oeste Potiguar para escolas da rede estadual de ensino, com repasse mensal de fundos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), a Cooperativa de Agricultores Familiares de Mossoró e Região (Cooafarn) diz que está com os dias contados.

“A menos que o Governo do Estado passe a utilizar ao menos alguns produtos de nossos agricultores filiados na cesta básica emergencial do coronavírus para os alunos”, diz a presidente da cooperativa, Cleonice Maria de Andrade.

Segundo ela, desde o começo das férias escolares do ano passado, a Cooafarn, criada exclusivamente para atender o PNAE, não recebe os repasses de R$ 3 milhões mensais que se constituem no sustento de mais de 70 pequenos agricultores de Mossoró e região.

“As últimas reservas que tínhamos em caixa já se foram e estamos aguardando um pronunciamento do Estado sobre os repasses ou a possibilidade de compras de algum produto para compor a cesta dos alunos”, acrescentou.

No último dia 23, em carta enviada ao secretário estadual da Educação, Getúlio Marques, a Organização das Cooperativas do RN (Ocern) e a União das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária do RN (Unicafes) já havia solicitado uma resposta urgente sobre o assunto.
Além de legumes e hotaliças, os produtores cooperados fornecem galinha caipira para o preparo da merenda escolar a milhares de alunos da rede estadual de ensino.

“Se pudermos ao menos incluir as polpas de frutas nas cestas básicas dos alunos, já seria alguma coisa, já que os produtores vivem um momento de grande penúria”, afirmou.

Em nota, a Secretaria Estadual de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Seec) informou que começa a entregar nos próximos dias kits com gêneros alimentícios para alunos da rede estadual e que já iniciou as tratativas com fornecedores para viabilizar a composição desses kits.

Sobre a participação da agricultura familiar nas compras dos produtos para os kits, a Seec garante que boa parte dos recursos chegará aos pequenos produtores.

“A equipe técnica está debruçada para atender os requisitos nutricionais para os estudantes. Como precisamos concentrar a compra para que ela seja mais rápida, as discussões estão sendo com os fornecedores atacadistas e da agricultura familiar, que participaram das licitações e chamadas públicas, respectivamente, e essas discussões estão sendo finalizadas para que a entrega se inicie o mais rápido possível”, explica a nota.

De acordo com a Seec, para os 215 mil kits a serem distribuídos, serão investidos R$ 9 milhões.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.