BUSCAR
BUSCAR
Bloqueio
Para conter avanço da Covid-19, Macau vai fechar acesso à praia de Camapum
Decisão foi tomada após aglomerações no último domingo (19). Acesso será fechado no próximo final de semana.
Redação
21/07/2020 | 09:00

O prefeito de Macau, Túlio Lemos, decidiu fechar o acesso à praia de Camapum no próximo final de semana, por causa de aglomerações que ocorreram no local no último domingo (19). O objetivo é combater a proliferação da Covid-19 no município da região Salineira do RN.

As aglomerações do domingo foram alvo de crítica e indignação nas redes sociais. Isto porque, de acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pela Prefeitura nesta segunda-feira (20), o município contabiliza 293 casos confirmados da doença e 21 óbitos por Covid-19.

No mês passado, o prefeito da cidade já tinha adotado medidas rígidas para conter o avanço da infecção. Junto a mais duas outras prefeituras da região, Macau decretou lockdown no dia 8 de junho. Nesta segunda, ao tomar conhecimento da movimentação na Praia de Camapum, Túlio Lemos se reuniu com auxiliares para determinar o fechamento da via de acesso à área.

“Também vamos recorrer a métodos de segurança para evitar aglomerações em qualquer ponto do município e, para isso, vamos aumentar a atuação da Guarda Municipal e reforçar as solicitações feitas a Polícia Militar. Para tanto, esperamos a compreensão da população para essas medidas restritivas, pois estamos enfrentando um inimigo invisível”, disse o prefeito.

Natal

As aglomerações, no entanto, não são exclusividade do município da região Salineira. Também no último domingo, natalenses lotaram a praia de Ponta Negra, na zona Sul da capital. Um vídeo que circulou nas redes sociais, assim como em Macau, gerou revolta e indignação dos potiguares, o que levou o prefeito de Natal, Álvaro Dias, a afirmar que pode retroceder das regras de isolamento social e da retomada gradual da economia caso as aglomerações registradas na cidade continuem.

“A ação se faz necessária para que possamos ter um controle rigoroso e restritivo nas praias e no Centro da cidade, onde está liberado a circulação de pessoas, para exigir que todos usem máscaras e não haja aglomerações. Se for preciso reprimir com a fiscalização intensa, nós faremos. Se não, teremos que retroceder, voltar a fechar tudo, mantendo o isolamento social com rigor”, declarou o gestor nesta segunda-feira.

A governadora Fátima Bezerra convocou 22 municípios da região costeira potiguar para discutir o aumento da fiscalização contra aglomerações durante a pandemia e ameaçou adiar novas etapas da reabertura das atividades econômicas no Estado.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.