BUSCAR
BUSCAR
Orientação
No RN, Associação de Supermercados emite nota sobre aumento de preços
Objetivo é esclarecer consumidores sobre o assunto neste período de pandemia
Redação
28/03/2020 | 13:54

Diante das informações constantes sobre aumento de preços de alguns produtos praticados por fornecedores no Rio Grande do Norte, a Associação dos Supermercados do estado (ASSURN) emitiu uma nota nesta sexta-feira (27) para esclarecer aos consumidores algumas questões referentes ao assunto neste período de pandemia

Segundo a nota, os custos dos produtos não são definidos pelos supermercados. Há diversas etapas de produção até a entrega nas lojas. Os supermercados apenas repassam o custo dos produtos de acordo com os valores adquiridos da indústria.

A associação esclareceu ainda que tem se esforçado para para manter o equilíbrio nas relações de consumo diante da pandemia do coronavírus (covid-19). E não compactua com a elevação injustificada de preços, principalmente, em período de fragilidade da população no que se refere à saúde pública.

De acordo com a nota, a ASSURN tem orientado os supermercados associados para que refutem qualquer aumento de preço sem explicação mercadológica.

A nota reforça também a informação de que os supermercados não vão parar e pede aos consumidores que respeitem as limitações de circulação de clientes dentro das lojas como recomendado em decreto estadual, para evitar aglomerações.

Confira a íntegra da nota:

A Associação dos Supermercados do Rio Grande do Norte (ASSURN) vem recebendo informações de seus associados sobre o aumento de preços de alguns produtos praticados por fornecedores nos últimos dias.
Assim, a ASSURN, como entidade representativa, vem esclarecer aos consumidores que:

1 – Os custos de produtos não são definidos pelos supermercados. Há diversas etapas de produção até a entrega do produto nas lojas; 

2 – Os supermercados apenas repassam o custo dos produtos de acordo com os valores adquiridos da indústria;

3 – A ASSURN está trabalhando incansavelmente para manter o equilíbrio nas relações de consumo diante da pandemia do coronavírus (covid-19). E não compactua com a elevação injustificada de preços, principalmente, em período de fragilidade da população no que se refere à saúde pública;

4 – Os supermercados estão tentando negociar custos com seus fornecedores, mantendo a mesma margem de comercialização. Segundo recomendação da ASSURN, os supermercados não aumentaram e não devem aumentar suas margens de lucro em respeito aos consumidores. Alguns supermercados inclusive estão reduzindo margem de produtos para não repassar todo o aumento aos consumidores;

5 – A orientação aos supermercados associados é que refute qualquer aumento de preço sem explicação mercadológica;

6 – Reafirmamos que nossa missão é oferecer qualidade e preços justos em um ambiente limpo e seguro. Estamos trabalhando junto com nossos fornecedores para que tudo seja normalizado o quanto antes;

7 – A ASSURN reforça a atitude da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) que comunicou, nesta terça-feira (24), à Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), do Ministério da Justiça e Seguridade Pública, sobre práticas abusivas de aumento de preços por parcela da indústria de alguns setores.

Por fim, ressaltamos que os supermercados não irão parar. Estamos cumprindo o nosso dever que é servir à sociedade.

Pedimos, mais uma vez, aos consumidores que respeitem as limitações de circulação de clientes dentro das lojas como recomendado em decreto estadual. E que não há necessidade de correria aos supermercados. Evite aglomerações.


Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.