BUSCAR
BUSCAR
Planejamento
Governo participa de reunião anual de elaboração do FNE 2020
Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) integra um dos principais pacotes de investimentos da região mais pobre do país
Redação
20/09/2019 | 10:14

São aproximadamente R$ 250 bilhões aplicados no Nordeste em quase 30 anos. O Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) integra um dos principais pacotes de investimentos da região mais pobre do país. Por isso, o Governo do Estado, por meio do secretário do Planejamento e das Finanças, Aldemir Freire, participou da reunião anual de elaboração participativa da programação do FNE 2020, na última quinta-feira, 19, na sede da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Natal.

Aldemir Freire expôs a situação econômica atual do Rio Grande do Norte, os avanços conquistados, as perspectivas para o futuro e, principalmente, a revisão dos marcos legais implementado pelo Governo do Estado nestes oito primeiros meses de gestão, como a redução do imposto incidido no querosene de aviação e a reformulação do Proadi, que passou a se chamar Programa de Estímulo ao Desenvolvimento Industrial (Proedi).

“O desenvolvimento econômico do Estado passa pelo trabalho de controle de despesas e custeios, recuperação de receitas e adesão ao Plano de Equilíbrio Fiscal (PEF). Já avançamos na conclusão do parque tecnológico e no equacionamento da competitividade do Rio Grande do Norte frente aos outros estados do Nordeste. E iremos concluir a revisão dos marcos legais, e abertura para concessões e parcerias público-privadas”, ressaltou Aldemir Freire.

O secretário frisou que a abertura do Estado para concessões e PPP’s visam o desenvolvimento nas áreas de saneamento, turismo, infovias, energia solar e parque tecnológico. E enalteceu a formação do Consórcio Nordeste. “Em novembro o Consórcio Nordeste viaja à Europa para tratar de parcerias nos segmentos de infraestrutura, saneamento, conectividade (acesso à rede de banda larga), turismo e segurança”, concluiu.

A estimativa de investimento do FNE, apenas para o Rio Grande do Norte este ano gira em torno de R$ 2 bilhões. Além da Seplan e do Banco do Nordeste – gestor do FNE –, a reunião contou ainda com presenças de autoridades da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, CDL Natal, Sebrae-RN, IBGE, Emater, Fetarn, Prefeitura de São Gonçalo, Emparn, Fecomércio, IFRN, Fiern, Escola Agrícola de Jundiaí, UFRN e Conab.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.