BUSCAR
BUSCAR
Debate
Governo do RN estuda reaproveitar água tratada na produção agrícola
Projeto quer aproveitar água, que seria descartada no rio Potengi, com elevado custo de retirada de nutrientes, para fins agrícolas e industriais
Redação
29/01/2020 | 14:21

O Governo do Rio Grande do Norte, através da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), estuda reaproveitar água tratada na produção agrícola.

Nesta terça-feira (28), o secretário da Semarh, João Maria Cavalcanti, participou de uma reunião com o diretor da Agência Nacional de Águas (ANA), Ricardo Andrade, e com o superintendente de Implementação de Programas e Projetos, Tibério Pinheiro, para discutir projetos em andamento e novas parecerias com o Estado. A reunião contou ainda com a presença do secretário adjunto Carlos Nobre, o diretor do Igarn, Auricélio Costa, do assessor técnico Paulo Varela, do Coordenador de Meio Ambiente e Saneamento da Semarh, Robson Henrique, e equipe do setor.

Na oportunidade, o engenheiro sanitarista da Semarh, Sergio Pinheiro, realizou uma apresentação de um arranjo preliminar para implantação de adutoras para a reutilização de água tratada a partir de duas estações de tratamento: a ETE Jundiaí-Guarapes, que está sendo implantada pelo Governo do RN, através da Caern, no bairro de Guarapes, e a ETE Jaguaribe, na Zona Norte de Natal.

“A ideia é aproveitar a água, que seria descartada no rio Potengi, com elevado custo de retirada de nutrientes, para fins agrícolas e industriais” explicou Sergio.

O debate ainda é inicial e o reuso de água tratada é um assunto que está no rol de metas da pasta para os próximos anos: “Estamos pedindo apoio da ANA para estudar a viabilidade técnica, econômica e ambiental para implantação dos sistemas apresentados. É um grande projeto hídrico e, sobretudo, de desenvolvimento porque leva água para regiões com grande potencial agrícola, mas que sofrem com escassez hídrica”, afirmou.

“A ANA tem total interesse em apoiar o estado e financiar esses estudos, inclusive vamos enviar técnicos na área de reuso para auxiliar e acompanhar o processo” frisou Ricardo Andrade, diretor da agência.

“Vamos elaborar um termo de referência para enviar à ANA, solicitando a formalização de um convênio para a contratação dos estudos de viabilidade e a elaboração dos projetos básicos das adutoras” finalizou João Maria.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.