BUSCAR
BUSCAR
Ações
Governo abre em parceria com prefeitura 14 novas UTIs no Hospital Municipal de Natal
Governo também está abrindo mais 10 leitos de UTI no Hospital da Polícia Militar de Natal
Redação
08/05/2020 | 17:24

O Governo do Rio Grande do Norte está fornecendo equipamentos para a instalação de 14 novos leitos de UTI no Hospital Municipal de Natal que terá sua capacidade de atendimento aos pacientes de Covid-19 ampliada em 140%. “Continuamos fazendo um grande esforço no sentido de abrir leitos, e agimos com muita transparência, tanto que hoje o RN é o segundo Estado mais transparente nos processos e aplicação de recursos financeiros no enfrentamento ao novo coronavírus”, afirmou o secretário adjunto de saúde, Petrônio Spinelli, em entrevista coletiva, na manhã desta sexta-feira(8).

O Hospital Municipal de Natal, mantido pela Prefeitura, está atualmente com 11 pacientes em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Com o entendimento firmado com o Governo do Estado, vai receber equipamentos e passará a ter 25 leitos críticos.

O Governo do RN também está abrindo mais 10 leitos de UTI no Hospital da Polícia Militar de Natal, até a próxima semana, que passará a funcionar com 20 UTIs. Em Mossoró, o Hospital São Luiz, contratado por uma parceria entre o Governo e a prefeitura, vai abrir mais 10 leitos de UTI até o final desta semana.

Na Zona Norte de Natal, o Estado trabalha para abrir nos próximos dias 10 novas UTIs, para atendimento pediátrico, no Hospital Maria Alice Fernandes. “Hoje temos uma pressão muito forte por leitos em Natal e Mossoró com a oferta muito próxima da capacidade máxima. No Hospital da Polícia de Natal, por exemplo, dos dez leitos, nove estão ocupados”, afirmou Petrônio.

Além destas vagas, o Governo concluiu o processo de Chamada Pública para instalar 20 leitos no Hospital João Machado, na capital, e 10 leitos no Hospital Regional de Macaíba. E firma contrato com a rede privada para ocupar leitos de UTI – com custos pagos pelo Governo – para utilização conforme a demanda apresentada.

Ocorrências

O quadro de ocorrência da Covid-19 mostra que hoje há 1.821 casos confirmados, 6.188 suspeitos, 5.277 descartados, 662 recuperados, 81 óbitos e 25 óbitos em investigação.

Como proceder

O secretário adjunto de saúde pede a atenção da população sobre o procedimento para atendimento das pessoas que apresentem sintomas. Quem tiver dificuldade em respirar, febre persistente ou fraqueza física deve ir aos prontos-socorros e UPAS em suas cidades. Nestas unidades a equipe médica avalia, faz a estabilização do paciente, e, se for o caso, solicita a regulação para os hospitais que atendem a Covid-19.

Petrônio explicou que nos prontos-socorros e UPAs é feita a classificação nas prioridades 1, 2 e 3 – do mais grave para o menos grave e orientou: “este é o procedimento que todos devemos fazer”.

Isolamento

Manter o isolamento e o distanciamento social continua sendo prioridade. Ficar em casa, sair apenas para atender necessidades essenciais, sempre usar máscaras e manter a higiene pessoal é fundamental. “Precisamos pactuar com os veículos de comunicação, com as prefeituras, com as empresas, com todos os segmentos da população a divulgação de informações verdadeiras, difundir cada vez mais as medidas de proteção e a necessidade de cumpri-las”, reforçou Spinelli.

As Prefeituras devem continuar fazendo o primeiro atendimento e a estabilização dos pacientes, a testagem de forma organizada, enviando informações à Secretaria Estadual de Saúde, organizando filas, distribuindo as máscaras, orientando as pessoas. “O Governo do Estado está fazendo a sua parte. Mas o compromisso tem que ser de todos nós. Os esforços são no sentido de evitar o colapso do sistema de saúde, reduzir o contágio e os óbitos. O isolamento precisa efetivamente acontecer. Temos diálogo franco e aberto com a sociedade e a flexibilização vai se dar no tempo certo”, finalizou.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.