BUSCAR
BUSCAR
Expectativa
“Estamos otimistas”, diz secretário de Segurança sobre 2020
Segundo o coronel Francisco Araújo Silva, boa expectativa para o ano que se inicia é respaldada em números
Redação
02/01/2020 | 13:11

Para o secretário da Segurança Pública e da Defesa Social do Rio Grande do Norte, a palavra de ordem para 2020 é “otimismo”. E, segundo o coronel Francisco Araújo Silva, a boa expectativa para o ano que se inicia é respaldada em números, sejam eles em forma de acréscimo do efetivo, de dados estatísticos ou de cifras.

Em entrevista ao Agora RN, o secretário explicou que o montante de recursos conquistados e já aplicados ao longo de 2019 – cerca de R$ 128 milhões – deram tranquilidade para planejar as ações executadas. “E a certeza de novos investimentos são a garantia de que é possível fazer ainda mais e melhor”, acrescentou.

“Deste montante de R$ 128 milhões, R$ 80 milhões já foram recebidos e aplicados. Parte deste valor, inclusive, ainda está sendo executada. Para o restante, que são recursos oriundos de emendas parlamentares da bancada federal do estado (quase R$ 43 milhões), o próximo passo é iniciar as licitações, processo que vai nos permitir trazer mais equipamentos e um melhor investimentos para os próprios profissionais”, destacou Araújo.

“Temos recursos garantidos para melhor investir nas quatro instituições que compõem a Segurança Pública, que são as polícias Militar e Civil, o Corpo de Bombeiros Militar e o Instituto Técnico-Científico de Perícia, o Itep. Para 2020, certamente, teremos ainda mais recursos, com a destinação de mais emendas parlamentares”, acrescentou Araújo.

Como exemplo, o secretário citou três emendas aprovadas em 2019 e que deverão chegar aos cofres do Estado agora em 2020. “Temos algumas emendas já garantidas. Uma delas, da senadora Zenaide, prevês R$ 1,5 milhão, que deverá ser aplicado no Batalhão da PM em São Gonçalo do Amarante.

Temos ainda uma outra emenda do deputado federal Eliéser Girão, que vai destinar R$ 1,2 milhão para a PM em Mossoró. E ainda temos uma emenda na ordem de R$ 3 milhões, do senador Styvenson Valentim. Deste total, serão R$ 2 milhões para a PM e R$ 1 milhão para a Polícia Civil, mais especificamente para o fortalecimento da Delegacia de Combate à Corrupção”, revelou.

Ainda de acordo com o secretário, existe ainda a perspectiva de mais R$ 16 milhões de uma emenda conjunta entre os deputados Benes Leocádio e Rafael Motta, também destinada para melhorar a segurança pública no estado.

Menos mortes

Além da perspectiva de mais investimentos para 2020, o coronel Araújo citou a queda nos índices de violência como prova das melhorias alcançadas neste primeiro ano de sua gestão à frente da Sesed – o que, segundo ele, só foi possível graças a um trabalho de integração entre as instituições. “Se o ano de 2020 é de otimismo, o de 2019 foi de abnegação”, afirmou.

“Tivemos um total comprometimento das instituições, além de uma integração muito forte, com participação importante das Forças Armadas, da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Ministério Público, Poder Judiciário e também da Secretaria de Administração Penitenciária, a Seap, que nos proporcionaram um melhor planejamento e otimização dos recursos”, ressaltou.

“E quando temos uma abnegação como essa, com o comprometimento e envolvimento de todos os agentes públicos, o resultado é sempre positivo. Os números estão aí para comprovar”, celebrou o secretário, citando a redução de 26,5% no número total de pessoas vítimas de morte violenta nestes últimos 12 meses. “Esta foi a maior redução no número de pessoas mortas, ou melhor registro de vidas poupadas dos últimos cinco anos em nosso estado”, destacou.

Somente nos casos de homicídios dolosos (quando há a intenção de matar), o número de casos registrados caiu 29,4%. Foram 1.467 assassinatos em 2018 contra 1.035 em 2019. Vale ressaltar que os dados comparam o período de 1º de janeiro a 30 de dezembro.
Nos casos de lesão corporal seguida de morte, a redução foi de 19%. Foram 200 mortes em 2018 contra 162 no ano passado.
Outra redução considerável, a maior de todas, foi registrada nos casos de latrocínio (roubo seguido de morte), com uma queda de 37,6%. Foram 93 casos em 2018 contra 58 em 2019.

Também foram registradas diminuições nos casos de intervenção policial (-2,9%) e nos casos de feminicídio (-30%).

Efetivo

“Estamos iniciando 2020 com 1.000 novos policiais militares, e estamos aguardando a liberação do governo para concursos públicos para agentes, escrivães e delegados da Polícia Civil ainda para este ano, e também para oficiais da PM, uma vez que o quadro de tenentes da corporação está muito abaixo do que é previsto em lei. Portanto, estas são uma das metas nossas para este novo ano”, afirmou.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.