BUSCAR
BUSCAR
Bolsonaro no RN
Em Mossoró, Bolsonaro faz aceno ao Congresso e chama parlamentares de ‘sócios’
Praticamente sem manifestação de opositores, Bolsonaro foi recepcionado com gritos de "mito", bandeiras do Brasil, e faixas com escritos como "O Nordeste é Bolsonaro". Comitivas de apoiadores se deslocaram de diversas cidades da região
Estadão
21/08/2020 | 12:26

Em mais uma viagem ao Nordeste nesta sexta-feira, 21, o presidente Jair Bolsonaro fez um aceno ao Congresso e chamou os parlamentares de “sócios”. “Com o time que nós temos, com os nossos sócios, no bom sentido, no Congresso Nacional, nós atingiremos os nossos objetivos”, afirmou o presidente em Mossoró. Bolsonaro viajou ao Rio Grande do Norte acompanhado de ministros e lideranças do Centrão, como o presidente do PP, senador Ciro Nogueira (PI).

Durante a fala do presidente, que durou menos de três minutos, ele também citou os parlamentares em mais um momento para agradecê-los. “Agradecer também a grande parte do Congresso Nacional, onde temos valorosos parlamentares aqui, que têm nos dado o apoio para que esse sonho, esse objetivo seja concretizado. Obrigado, senhores parlamentares”, disse o presidente.

Na quinta-feira, 20, após forte investida, juntamente com os partidos do Centrão e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o governo conseguiu manter a proibição de reajuste de servidores públicos até 2021. O veto do presidente Jair Bolsonaro foi mantido por 316 votos a 165 votos. A medida tinha sido derrubada pelo Senado no dia anterior e, para reverter a situação, foi costurado um acordo envolvendo a prorrogação do auxílio emergencial e liberação de recursos do Orçamento ainda este ano. Esses dois pontos já estavam em negociação, antes da derrubada do veto pelo Senado, mas deputados ganharam maior poder de influência depois da decisão dos senadores.

Visita a cinco cidades do Nordeste desde o fim de junho

Mossoró é o quinto município nordestino visitado por Bolsonaro desde o dia 26 de junho. Antes, esteve em Penaforte, no Ceará, São Raimundo Nonato, no Piauí, Campo Alegre de Lourdes, na Bahia, e em Barra dos Coqueiros, Sergipe. Ainda nesta sexta, o presidente tem compromissos em Ipanguaçu, também no Rio Grande do Norte.

Como mostrou o Estadão, Bolsonaro planeja uma série de viagens, com foco no Nordeste, para capitalizar medidas aprovadas pelo Congresso e obras iniciadas em gestões passadas. Pesquisas apontam que foi o presidente quem mais ganhou com o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 dado aos trabalhadores informais que perderam renda por causa da pandemia do novo coronavírus – inicialmente, posicionou-se contra o benefício.

Ao deixar a aeronave, Bolsonaro se dirigiu aos populares e, mais um vez, ignorou as recomendações sanitárias para contenção da covid-19. Não usou máscara e ainda cumprimentou a população com acenos, toques de mãos e pose para fotos.

Praticamente sem manifestação de opositores, Bolsonaro foi recepcionado com gritos de “mito”, bandeiras do Brasil, e faixas com escritos como “O Nordeste é Bolsonaro”. Comitivas de apoiadores se deslocaram de diversas cidades da região.

Bolsonaro deixou o aeroporto em carro aberto, sob sol de 30°C, rumo ao Residencial Mossoró I, entregue por ele no primeiro compromisso formal do dia. Na comitiva presidencial estão a ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e os ministros Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) e Fábio Faria (Comunicações). Os dois últimos são representantes potiguares na Esplanada dos Ministérios.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.