BUSCAR
BUSCAR
Opinião
Editorial: Resiliência, antes de tudo
Redação
10/01/2020 | 06:00

Os 113 mm de chuvas que caíram durante seis horas ininterruptas nas primeiras horas da manhã sobre a Zona Sul de Natal nesta quinta-feira, 9, é água suficiente para causar transtornos sérios em qualquer capital do País, hoje.

Democrático, esse aguaceiro, pela intensidade e a forma ininterrupta com que desabou sobre pontos da cidade, apavorou especialmente quem transitava nas primeiras horas da manhã, tanto nas áreas nobres como nas mais populares.

Quem dependia de ônibus, amargou água pelo joelho e quem estava dentro de carros de passeio viu diante de si as lagoas se formarem, expondo a impotência gerada por esse tipo de situação.

Bastou uma hora de estiagem para tudo voltar ao normal até a próxima chuva da mesma intensidade.

Como um evento natural para o qual nem sempre há preparação factível, o jeito é não enfrentar. Como o bambu das histórias orientais, é vergar-se para não quebrar.

Como diz Tomás Neto, secretário de Obras do município, a sorte é que a água do mesmo jeito que vem, vai rapidamente. Atribuir à prefeitura os sinais de trânsito apagados e o pânico provocado no motorista, não é razoável.

O modelo de crescimento urbano, ou a falta dele; as invasões de terra, o lixo depositado de maneira inadequada nas vias públicas estão entre os vilões das enchentes no Brasil e em boa parte do planeta. E não se espera uma saída para o problema quando ainda engatinhamos nessa matéria na comparação com o seleto grupo de países mais civilizados.

Por enquanto, é preciso atacar o problema com informação e precaução. Pelo menos não temos neve aqui e nem os trovões que, no Centro Sul do País, acrescentam emoção e adrenalina ao inevitável. Também não há terremotos e nem maremotos como em outros lugares.

Longe de ser bom e aceitável, o que temos já nos dá muito trabalho.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.