BUSCAR
BUSCAR
Análise
Defensoria Pública averigua desalojamento de pessoas em situação de rua no Baldo
Retirada ocorreu na segunda-feira (20) e teria como objetivo recolher entulhos existentes na região do viaduto, mas moradores foram desalojadas sem nenhum aviso
Redação
21/01/2020 | 13:26

A Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Norte (DPE/RN), em ação conjunta com a Defensoria Pública da União, está averiguando o desalojamento de pessoas em situação de rua na área do viaduto do Baldo. A situação aconteceu após ação da Prefeitura de Natal, através da Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo e da Guarda Municipal. Cerca de trinta pessoas foram desalojadas durante o processo.

A retirada das pessoas ocorreu na segunda-feira (20) e teria como objetivo recolher entulhos existentes na região do viaduto que podem fazer transbordar o canal do Baldo em época de chuva. No entanto, durante a ação, as pessoas em situação de rua foram desalojadas sem nenhum aviso prévio ou opção de moradia temporária. Também não houve convocação prévia de órgãos públicos relacionados a atenção a pessoal em situação de rua para debater a melhor forma de executar a ação.

“Fomos ao local colher informações para verificar a procedência e gravidade das denúncias realizadas. Alguns moradores afirmaram que perderam quase todos os bens que possuíam, e até mesmo documentos pessoais”, registrou a defensora pública Anna Paula Pinto Cavalcante, coordenadora do Núcleo Especializado de Defesa dos Grupos Sociais Vulneráveis. A Defensoria Pública irá contatar a Prefeitura de Natal e a Secretaria Municipal do Trabalho e Assistência Social (Semtas) para buscar esclarecimentos e adotar as medidas cabíveis. 

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.