BUSCAR
BUSCAR
Combate à Covid-19
Construído com contêineres, Hospital de Campanha de Macau já está em pleno funcionamento
Unidade que está em funcionamento possui 20 leitos. Município tem cerca de 100 pessoas em tratamento para a Covid-19
Redação
02/07/2020 | 17:42

Com capacidade para receber até 20 pacientes por vez, a Prefeitura de Macau abriu o Hospital de Campanha da cidade nesta quarta-feira (1º), com a finalidade única de receber pacientes infectados pelo novo coronavírus. O município tem mais de 200 casos confirmados, com cerca de 100 pessoas em tratamento da Covid-19.

O Hospital de Campanha que já está em funcionamento na cidade é montado em contêineres e possui 20 leitos, Enfermaria, Repouso Médico, banheiros para os profissionais e para os pacientes. O custo de locação do equipamento é de R$ 20 mil por mês. Para o efetivo funcionamento, será utilizada uma equipe formada por 1 médico, 1 Enfermeiro, 4 Técnicos de Enfermagem, 1 Fisioterapeuta, 1 Maqueiro, 1 ASG e 1 Porteiro por plantão, totalizando cerca de 50 profissionais.

O prefeito Túlio Lemos lamenta que, neste momento, esteja se registrando queda de receita no município mas afirma que “muito mais preocupante são as vidas das pessoas. Daí o nosso esforço e a nossa abnegação juntamente com todos os profissionais da saúde para dotarmos o nosso município de equipamentos que ajudem a salvar vidas, mesmo que tenhamos de redobrar as dificuldades em outros setores”.

Ao todo, a Prefeitura de Macau investiu cerca de 200 mil reais em equipamentos e a unidade de saúde deverá consumir entre R$ 350 mil a R$ 400 mil por mês, na manutenção, conforme previsão da diretora do Hospital Antonio Ferraz, Ludmila Melo.

O prefeito afirmou que manter um hospital exclusivo para pacientes da Covid será um grande desafio e que espera contar também com a ajuda do governo estadual: “Não temos convênio ou pactuação oficial, mas nosso hospital poderá também atender pacientes de Guamaré, Galinhos, Jandaíra, Pendências e Alto do Rodrigues. Já comuniquei aos prefeitos vizinhos que a prioridade é para os pacientes de Macau, mas receberemos também pacientes dessas cidades irmãs, se houver necessidade, pois a vida não tem endereço”, disse Túlio Lemos.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.