BUSCAR
BUSCAR
Novembro azul
Campanha destaca prevenção e diagnóstico precoce do câncer de próstata
De acordo com dados coletados pelos organizadores da campanha, estima-se que um em cada seis homens vai desenvolver o câncer de próstata durante sua vida
Redação
19/11/2018 | 10:33

O Projeto Valentinna, responsável por divulgar uma série de ações sociais com participação de artistas do Rio Grande do Norte, lançou neste mês a campanha “Jogue Fora o Preconceito”, que visa a alertar sobre a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de próstata.

Para a terceira campanha da série, foram convidados os repentistas de viola Felipe Pereira e Chico Sobrinho. A campanha fala sobre o preconceito do homem em cuidar da saúde, da importância do apoio familiar e do diagnóstico precoce.

De acordo com a campanha, estima-se que um em cada seis homens vai desenvolver o câncer de próstata durante sua vida. A doença é a segunda maior causa de morte por câncer entre os homens. A campanha social também conta com a participação de Leonardo Souza, Anna Alyne Cunha e, na divulgação, tem o apoio da Clínica de Urologia de Natal.

Sobre o Projeto Valentinna

O Projeto Valentinna é uma série de campanhas sociais criadas e produzidas por estudantes e profissionais de Comunicação: Publicidade, Jornalismo e Cinema & Audiovisual. O projeto já produziu mais duas campanhas sociais: À Espera – Em prol da conscientização da doação de órgãos e Você Não é Frágil – Em favor da prevenção do câncer de mama.

Artistas que já participaram do projeto: Victor Louvain, Filipe Toca, Bruno Narciso, Michelle Ferret, Ana Morena, Natália Noronha (Plutão Já Foi Planeta), Marília Paiva, Alice Carvalho, Simona Talma e Cris Botarelli (Far From Alaska).

Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.