BUSCAR
BUSCAR
Alternativa
Tite recorre a apelidos e brincadeiras para se aproximar dos jogadores
Após sentir necessidade de ser mais próximo dos atletas, treinador corrige postura nos bastidores
Agência Estado
18/06/2019 | 14:35

Um treinador mais próximo dos jogadores e bem mais informal nas conversas do dia a dia. O técnico Tite, da Seleção Brasileira, procurou fazer essas mudanças no comportamento depois da eliminação na última Copa do Mundo, diante da Bélgica. A decepção pela derrota nas quartas de final do torneio fez o treinador realizar uma autocrítica e se cobrar para estreitar a relação com os jogadores.

Depois de nos últimos meses ter convivido com os atletas em convocações para amistosos, a Copa América é a oportunidade para ter uma relação por mais tempo. Os primeiros jogadores se apresentam à seleção brasileira no dia 22 de maio. Desde então, Tite procura criar uma relação mais amigável com todos, até para poder conhecer mais as características particulares de cada um.

“Eu aprendi a ficar mais perto dos atletas. Eu sou mais reservado, quieto, introvetido. Agora eu tento mudar isso, para ficar mais perto deles”, comentou Tite nesta segunda-feira, na véspera da partida contra a Venezuela, em Salvador. A seleção brasileira pode confirmar classificação à fase seguinte da Copa América em caso de vitória na partida na Fonte Nova.

Para se aproximar dos jogadores, Tite contou ter tomado medidas simples. No caso do atacante Everton, do Grêmio, o treinador consultou se poderia lhe chamar pelo apelido. “Eu perguntei se podia chamá-lo de Cebolinha e ele me disse que sim. O Renato Gaúcho também chama ele assim. Assim a gente cria um laço maior. Eu quero estar mais próximo deles, conversar mais”, contou o treinador da seleção brasileira.

Em busca de ser mais solto, o técnico se permitiu a brincar com dois jogadores na última semana. Como o jogo era no Morumbi, contra a Bolívia, Tite disse para dois ex-atletas do São Paulo se sentirem em casa. “Eu chamei o David Neres e falei: ‘É o Morumbi, aqui você foi campeão, é a sua casa’. É bom fazer isso, para dar força aos jogadores e se aproximar mais”, afirmou.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.