BUSCAR
BUSCAR
Esporte
Palmeiras se aproxima de meta financeira prevista para ano
Negociações conduzidas pela diretoria alviverde para a saída de jogadores já renderam cerca de R$ 57,5 milhões
Redação
16/01/2020 | 02:00

Mesmo ainda sem contratar reforços, o Palmeiras tem motivos para comemorar as movimentações durante a atual janela de transferências. As negociações conduzidas pela diretoria alviverde para a saída de jogadores já renderam cerca de R$ 57,5 milhões. A última delas foi o acordo com o Barcelona pelo volante Matheus Fernandes. Entre operações de venda e empréstimos, o montante recebido é bem próximo à meta estipulada no orçamento da temporada.

No fim do ano passado, o Palmeiras estipulou na previsão orçamentária para 2020 receber até R$ 60 milhões com as negociações de saídas de jogadores nesta temporada. Ainda no primeiro mês do ano, a equipe está bem perto de bater essa cifra. Duas grandes vendas neste início de mês impulsionaram a entrada desses recursos: o clube receberá R$ 24 milhões por 75% dos direitos econômicos de Matheus Fernandes e embolsou R$ 17,5 milhões referentes aos 70% dos direitos do atacante Artur, negociado com o Red Bull Bragantino por R$ 25 milhões.

Essas duas negociações ainda podem render mais recursos ao Palmeiras futuramente. O clube alviverde encaminhou no acordo com o Barcelona por Matheus Fernandes o recebimento de até R$ 18 milhões em bônus, de acordo com metas por atuações em partidas. Já com Artur, o clube alviverde ainda manteve 10% dos direitos econômicos do atleta e poderá lucrar em uma futura venda.

O Palmeiras também recebeu R$ 16 milhões em outras três negociações. A mais lucrativa delas foi a venda do zagueiro Thiago Martins ao Yokohama Marinos, do Japão, por R$ 8 milhões.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.