BUSCAR
BUSCAR
Velho conhecido
Palmeiras reencontra adversário que gerou tumulto na Libertadores
Palmeiras desembarcou na Argentina na noite de segunda-feira (2) para estrear nesta quarta-feira (4) na Copa Libertadores diante do Tigre
Redação
04/03/2020 | 02:02

O Palmeiras desembarcou na Argentina na noite de segunda-feira (2) para estrear nesta quarta-feira (4) na Copa Libertadores diante do Tigre, em reencontro com um adversário e com uma ocasião que causou muitos problemas em 2013. Também pela fase de grupos do torneio, a equipe alviverde perdeu por 1 a 0 para o adversário e encarou a ira da torcida no aeroporto, com direito a ter o goleiro Fernando Prass agredido.

Assim como nesta quarta-feira, o encontro entre as equipes naquele ano foi no pequeno estádio José Dellagiovanna, em Victoria, região metropolitana de Buenos Aires. Recém-rebaixado à Série B do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras teve um início de ano muito irregular e acumulou diante do Tigre a segunda derrota seguida na Libertadores.

O time do técnico Gilson Kleina perdeu por 1 a 0 com um gol sofrido aos 48 minutos do segundo tempo, pouco depois do Palmeiras ter perdido uma ótima chance com o atacante Kléber. A derrota revoltou a torcida presente no estádio e no dia seguinte, houve uma confusão no aeroporto da capital argentina no momento em que o elenco alviverde se preparava para iniciar a viagem de volta ao Brasil.

Um grupo de aproximadamente 12 membros da torcida organizada Mancha Alviverde encontrou os jogadores e foi cobrar mais diretamente os meias Wesley e Valdivia pelas atuações nas últimas partidas. No meio da confusão, alguns objetos foram atirados em direção ao elenco e uma xícara acertou a orelha esquerda do goleiro Fernando Prass, que sofreu um corte e precisou levar três pontos no local.

Apesar do episódio, o Palmeiras se recuperaria daquela derrota e ao fim da fase de grupos, terminou como líder da chave. A campanha da equipe terminou nas oitavas de final, ao ser eliminado pelo Tijuana, do México após derrota por 2 a 1 no Pacaembu. O Tigre também seria eliminado na mesma fase, ao ser superado pelo Olimpia, do Paraguai.

Incidentes como o ocorrido no aeroporto de Buenos Aires fizeram o Palmeiras a intensificar os cuidados com a segurança do elenco nos últimos anos. Em viagens para jogos da Copa Libertadores, o clube costuma aumentar a quantidade de profissionais designados para proteger o elenco. A espera em salas de embarque de aeroportos costuma ser um dos pontos cruciais.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.