BUSCAR
BUSCAR
Coronavírus
Organização reafirma que Jogos em Tóquio acontecerão em julho
Comitê Organizador informou nesta quarta-feira que a possibilidade de postergar a decisão sobre um eventual adiamento dos Jogos Olímpicos em vários meses “não é necessariamente a visão coletiva do Comitê Olímpico Internacional”
Redação
27/02/2020 | 03:30

O temor pelo surto de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, tem causado várias consequências no mundo esportivo nas últimas semanas. Vários eventos por todo o planeta já foram cancelados ou adiados e até os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, programados para julho e agosto, correm risco.

Nesta quarta-feira, o Comitê Organizador da Olimpíada no Japão reafirmou que a competição acontecerá na data programada. No entanto, várias outras competições estão sendo canceladas por causa da doença.

Na última terça-feira, o canadense Dick Pound, um dos mais antigos dirigentes do Comitê Olímpico Internacional (COI), afirmou que se o surto do coronavírus se tornar muito perigoso para a Olimpíada, os organizadores vão optar pelo cancelamento dos Jogos no lugar de adiá-los. A decisão, no entanto, está longe de ser tomada.

O Comitê Organizador informou nesta quarta-feira que a possibilidade de postergar a decisão sobre um eventual adiamento dos Jogos Olímpicos em vários meses “não é necessariamente a visão coletiva do Comitê Olímpico Internacional” e insistiu que o evento acontecerá nas datas programadas, entre os dias 24 de julho e 9 de agosto. Pound também destacou em suas declarações que, em todo caso, há um período de dois a três meses para decidir o futuro de Tóquio-2020, apesar de insistir que os Jogos Olímpicos deverão acontecer nas datas previstas e “tudo seguirá como sempre”.

O COI reiterou que os preparativos para os Jogos continuam conforme o planejamento inicial e, ao comentar as declarações de um de seus membros, o comitê citou Pound porque “explica muito bem que o COI segue trabalhando para iniciar com êxito os Jogos no final de julho”. “Tóquio-2020 foi informado que ‘a janela de três meses (mencionada por Pound) não é necessariamente a visão geral do COI’”, afirmou o Comitê Organizador.

O ministro dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, Seiko Hashimoto, também insistiu que as palavras do diretor canadense “não são a posição oficial da entidade” e que os preparativos seguem normalmente.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.