BUSCAR
BUSCAR
Bodybuilding
No dia dedicado ao fisiculturismo, Chicão dá uma verdadeira aula de bom senso
Segundo o profissional, receita para conciliar estudo e treinamento forte é atividade física intensa e dieta apropriada, além de muita motivação e força de vontade
Marcelo Hollanda
30/10/2018 | 09:40

Gleison Vasconcelos da Silva. Pelo nome, ninguém conhece. Agora, experimente pelo apelido: Chicão. Pronto, as portas se abrem. São anos de disciplina física, exercícios específicos voltados para cada grupo muscular, estimulados por suplementos cientificamente criados para construir um todo harmônico – corpo e mente saudáveis, num resultado conhecido simplesmente como beleza.

No dia do fisiculturismo, comemorado nesta terça-feira, 30, e criado para homenagear o atleta dedicado à arte do físico perfeito ou bem perto disso, a história de Chicão mostra que é preciso cuidado.

“Fisiculturismo não é levantar peso, nem se entupir de drogas para apressar o desenvolvimento, nem ter gordura de menos porque precisamos dela para viver. É simplesmente ter disciplina e consciência de que é preciso trabalhar dentro dos limites do corpo”, ensina o empresário e professor.

Hoje com 40, ele descobriu o fisiculturismo dentro de uma academia aos 12 anos.

Aos 16, ele já tomava conta profissionalmente de academias, onde estudava para passar nas provas do Fundamental, Ensino Médio e, mais tarde, na Universidade, onde cursou Educação Física. Trabalhava, treinava, estudava, não necessariamente nessa ordem.

Adepto do bodybuilding, como a própria tradução indica, um trabalho de construção de um novo corpo — nesse caso, muito mais forte e definido –, Chicão ralou duro para conseguir tudo que tem hoje. E aí surgia o problema:

Como conciliar estudo e treinamento forte?

A receita ele mesmo dá: atividade física intensa e dieta apropriada, além de muita motivação e força de vontade. Ainda assim, muitas pessoas ficam tão obcecadas em mudanças do corpo que acabam se descuidando de um ponto muito importante: a saúde.

“Não adianta nada se o corpo não receber uns nutrientes e o descanso que ele precisa para funcionar bem”, lembra o professor, que divide o tempo entre uma agenda lotada de clientes para os quais atua como personal training e sua loja de suplementos instalada numa das maiores e mais conceituadas academia de Natal.

“O prazer do fisiculturismo bem-feito é muito maior do que qualquer vaidade pode proporcionar, pois faz com que o praticante se sinta em harmonia consigo mesmo”, lembra Chicão com seus 1,76 m de altura e 93 Kg.

“Engana-se quem acha que o corpo bem-feito dispensa gordura, sono e hábitos saudáveis”, lembra Chicão, um inimigo do imediatismo e das drogas que cobram o preço alto demais por benefícios rápidos e totalmente prejudiciais ao organismo.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.