BUSCAR
BUSCAR
Natal
Hoje é dia de Clássico-Rei
América e ABC disputam o primeiro “Clássico Rei” de 2020. Para os alvirrubros, vale a confirmação da liderança na primeira fase da Copa Cidade do Natal. Abecedistas querem garantir a classificação para a final deste 1º turno
Júnior Lins
22/01/2020 | 05:30

América e ABC irão fazer o primeiro “Clássico Rei” de 2020, nesta quarta-feira, 22, às 20h, na Arena das Dunas, em Natal, com transmissão da Agora FM (97,9).

O jogo é válido pela 6ª rodada da Copa Cidade do Natal, que é equivalente ao primeiro turno do Campeonato Potiguar. Além da história entre o maior clássico do Rio Grande do Norte, os bastidores que rodeiam os clubes este ano estão sendo um atrativo maior para os torcedores.

Ao todo, já foram disputados 382 jogos entre as duas equipes, desde 1918, no Estadual. Neste retrospecto, o ABC leva a maior vantagem, com 139 vitórias e 531 gols feitos. O América venceu 129 partidas e marcou 466 vezes. Outros 114 jogos terminaram empatados. O maior artilheiro do confronto é Baíca, que atuou pelo alvirrubro, com 14 gols.

O “Clássico Rei” no ano de 2019 terminou igual nos números de vitórias e gols para os dois lados. Em cinco partidas, os dois venceram duas vezes e houve um empate. Ambos balançaram as redes em seis oportunidades.

No quesito títulos estaduais, o ABC dispara na frente. O alvinegro é maior campeão da história de um torneio, com 55 troféus. Está até no Guiness Book. Já o América tem 36, sendo o atual vencedor do campeonato.

América

O América chega para o clássico líder da competição, com 100% de aproveitamento, melhor ataque e defesa, tendo feito 19 gols e sofrido apenas dois. Atual campeão, o time comandado por Waguinho Dias já está classificado para a final do primeiro turno.

Este é o primeiro “Clássico Rei” de Waguinho. Para o técnico, não há favoritismo no jogo, apesar das recentes boas exibições time no Estadual, devido à partida ser entre os dois clubes de maior tradição no RN.

“Clássico não tem favorito. É uma superação. Eu disse que, muitas vezes, uma equipe não vem jogando, mas, quando se torna em clássico, é uma superação de momento. Eu acredito que nossa equipe está bem, mas que ela não é favorita não. O ABC também é uma grande equipe, tem grandes jogadores e, quando se iguala num clássico, é o equilíbrio emocional que faz a vitória. Eu espero que nós estejamos equilibrados e bem”, explicou.

Dentro de campo, Dione (foto) tem sido o principal jogador do elenco americano. Fora da última partida, contra o Palmeira, após ter sido expulso no jogo contra o Globo por comemorar junto com a torcida, o camisa 11 alvirrubro já contabiliza dois gols em quatro jogos.

Destaque do alvirrubro, o jogador chegou a jogar no alvinegro na temporada passada, onde fez nove jogos, mas não marcou nenhuma vez. O atleta chegou este ano no América, em negociação com o Operário Ferroviário-PR.

ABC

O ABC está dois pontos atrás do América no Estadual. Uma vitória garantiria a classificação para a final do Estadual, para mais um clássico, já que o América já está garantido na decisão. Com o retorno do técnico Francisco Diá, após cumprir suspensão por ter sido expulso, o alvinegro tenta acabar com a série de vitórias do rival.

Pelo lado alvinegro, o destaque é Wallyson (foto). O artilheiro do Campeonato Potiguar já marcou cinco vezes, metade dos gols feitos pelo ABC na competição. Na última vez em que o atacante esteve na artilharia do campeonato, o alvinegro sagrou-se campeão, em 2018, quando fez sete gols.

Após a vitória contra o Santa Cruz de Natal, o atacante falou à reportagem do Agora RN que, para obter o resultado, o time precisa estar concentrado e ter coragem para atacar.

“Tenho as melhores expectativas. Acho que, no clássico, quem tiver mais concentrado e tiver mais coragem vai sair com o melhor resultado. Espero que o ABC saia melhor nesse confronto”, comentou.

Devido ao destaque nos últimos jogos, o atacante já chegou a receber propostas para deixar o alvinegro já neste início de temporada. Wallyson recebeu proposta para seguir para um clube do Oriente Médio, mas, após avaliar, resolveu permanecer no ABC e seguir na disputa do Campeonato Potiguar.

Polêmicas

As polêmicas do clássico começaram antes mesmo de a bola rolar. A disputa entre as duas equipes teve início na madrugada do dia 18 de janeiro, com uma caça ao “Rato”. O volante do Potiguar de Mossoró, Rato, após bom jogo contra o ABC, foi anunciado no clube alvinegro como reforço, mas o América “atravessou” a negociação e acabou fechando com o volante, na manhã da sua apresentação.

Outra polêmica envolvendo os clubes foi com relação ao mando de campo. O presidente do América, Leonardo Bezerra, se irritou com relação à divisão das torcidas na Arena das Dunas. Segundo o mandatário publicou em suas redes sociais, foi sugerido que os dois jogos entre o alvirrubro e o ABC (primeiro e segundo turno) fossem divididos em 50% para cada torcida, mas que os dois jogos fossem na Arena das Dunas.

Como a primeira sugestão não foi acatada, Leonardo sugeriu que os jogos fossem de torcida única. Situação também negada pelo dirigente alvinegro. Com isto, o mando vai ficar da forma tradicional nos jogos do Estadual: 90% para o mandante e 10% para o visitante.

A situação polêmica mais recente entre os dois clubes foi com relação a alguns jornalistas esportivos terem divulgado que o ABC poderia entrar em campo, para o clássico, com o time reserva, pois estaria mais focado no jogo da Copa do Nordeste, contra o Confiança (SE), no sábado, 25. O clube alvinegro não se manifestou oficialmente sobre a circunstância.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.