BUSCAR
BUSCAR
Retomada
Futebol amador no RN enfrenta incertezas para superar pandemia
Governo do Estado autorizou a retomada dos treinos esportivos a partir de 15 de julho e dos jogos profissionais no dia 01 de agosto. Apesar disso, o futebol amador do Rio Grande do Norte ainda passa por incertezas em relação ao retorno dos torneios esportivos de 2020
Kevin Muniz
13/07/2020 | 23:12

Devido à pandemia do novo coronavírus, as modalidades amadoras estão paralisadas há um longo período e os principais torneios de FUT-7 e FUT-8 ainda não têm data prevista para acontecerem. Jogadores, empresários e entidades responsáveis estão sofrendo diretamente com a falta dos jogos e com o impacto na renda mensal de todos os profissionais envolvidos nas modalidades.

Pablo Henrique, atleta da Portuguesa de Parnamirim, na primeira divisão do estadual de FUT7, e também da Sociedade Esportiva Coruja pelo FUT8, contou que intercala treinos livres, para manter o condicionamento físico, com rotinas administrativas e defendeu o retorno das disputas esportivas:

“Muitos atletas amadores são jogadores e exercem outras profissões, por isso, enfrentam riscos diariamente, mas estão se cuidando e eu acredito que querem a volta do futebol amador”. Pablo destacou a importância da renda para a classe: “Existem pessoas que vivem disso, tem atletas que jogam praticamente todos os dias recebendo ajuda dos clubes, por mais que a quantia varie entre 70 a 150 reais, muitas vezes é esse dinheiro que eles vão receber no mês, e para outros é um dinheiro extra. Portanto, apesar de ainda não se sentir seguro, eu acredito que deva voltar sim”, opinou.

O futebol amador movimenta um ecossistema econômico que envolve desde atletas até empreendedores que atuam no ramo de locação de espaços esportivos. André Fontes é proprietário de um desses empreendimentos e contou que seu negócio sofreu impactos financeiros, no entanto, atualmente vive a expectativa do retorno das tradicionais “peladas” e campeonatos em suas quadras:

“Com a liberação dos treinos do futebol profissional e o respectivo calendário de competições, os atletas amadores se animaram bastante. Infelizmente ainda não temos uma data certa para começar, mas estamos nos movimentando no sentido de buscar a inclusão das atividades das arenas no plano de reabertura e podermos nos organizar para o retorno das atividades”.

Outro aspecto importante na volta das atividades amadoras no estado é a preocupação com a saúde física dos jogadores. Guilherme Tavares, diretor técnico das equipes masculina e feminina da Sociedade Esportiva Coruja, contou como a comissão técnica tem incentivado os atletas a manterem o condicionamento físico em casa:

“Temos feito o aconselhamento de treinos em casa para os atletas e para aqueles que vão fazer atividade ao ar livre também estamos cobrando que redobrem os cuidados nos locais. Estamos também monitorando alguns atletas que testaram positivo para Covid-19 em relação a como estão os sintomas, e conversando com os demais jogadores caso apresentem alguma das enfermidades do coronavírus”, disse.

Protocolos e competições

Um dos principais torneios do estado é o Campeonato Potiguar de Futebol 7. O certame que está paralisado nas suas três divisões tem um total de 64 equipes que reúnem mais de 1000 atletas envolvidos na competição. Carlos Pereira, presidente da Liga Norte-Rio-Grandense de Futebol 7 (LNF7), entidade que organiza o campeonato, entende que o momento é de cautela e acompanhamento da situação epidemiológica do estado:

“A gente tem mantido contato com as equipes, nós temos interesse em retornar às competições, porém, estamos no aguardo dos órgãos de Saúde competentes do estado e dos municípios. Com isso, nós tínhamos estabelecido com as equipes uma previsão de volta para o dia 15 de julho, o que a gente já sabe que não vai ocorrer, pois o calendário da Secretaria de Saúde do estado não prevê flexibilização de atividades coletivas ainda, portanto, ainda não temos uma data específica estipulada e vamos marcar uma reunião com as equipes na próxima semana para reavaliar essas novas datas”.

O presidente da Liga ainda ressaltou a criação dos protocolos em três vertentes: primeiro, com o monitoramento sintomático individual dos atletas e equipes, em segundo plano, a adaptação das arenas esportivas às novas recomendações de vigilância sanitária, e o protocolo da LNF7, em ralação aos jogos, arbitragem e outros profissionais da modalidade. Porém, sem o aporte financeiro ideal para cumprir todas as normas, a entidade teme a não realização de algumas competições.

“É uma nova realidade a qual precisamos nos adaptar. A nossa função como entidade é possibilitar que as equipes neste novo momento possam se viabilizar para continuar a disputa de seus jogos e competições que já estão atribuídas. Vão acontecer alterações de calendário, algumas competições que estavam previstas, talvez não ocorram, isso é uma realidade até solicitada pelas equipes, mas queremos dar continuidade aos campeonatos que já estavam em andamento, principalmente o estadual”, ressaltou Carlos.

Em conversa com a reportagem, Carlos Lidice, presidente da Lampions Natal, outra competição que movimenta o FUT8 na capital potiguar, informou que também aguarda uma sinalização dos órgãos de saúde do município.

“Estamos a espera do decreto do Governo, mesmo que retorne com a previsão agora para agosto, a Lampions permanece paralisada, com possível retorno em outubro ou novembro, caso as coisas estejam estabilizadas. Também estamos monitorando essa situação de distribuição de EPI’s e da adequação das arenas para realizar os jogos. A própria área profissional de futebol aqui do estado não têm nada certo, então nós como futebol amador ficamos naquela, pois trabalhamos com recursos próprios e os custos são muito altos. Então, diante disso, nós ficamos no aguardo da decisão do estado e vamos verificar quais as medidas que serão apontadas para a gente poder retomar”, finalizou.

A reportagem tentou entrar em contato com a Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN, mas até a publicação da matéria, não recebemos retorno.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.