BUSCAR
BUSCAR
Danças das cadeiras
Europa “imita” brasileiros e tem 30 treinadores demitidos na temporada
Já foram 30 demissões na temporada
Redação
22/01/2020 | 03:30

No fim de semana, o Barcelona promoveu a estreia do seu novo treinador, Quique Setién, na vitória sobre o Granada. Ele substitui Ernesto Valverde, demitido depois da queda na Supercopa da Espanha. O enredo da troca de técnicos, conhecido no futebol brasileiro, repete-se também na Europa. Por lá, uma sequência de maus resultados ou uma desclassificação agora significam o bilhete azul. Já foram 30 demissões na temporada, somando-se apenas as principais ligas (Itália, Espanha, França, Alemanha e Inglaterra).

A saída de Valverde é o episódio mais recente entre os grandes europeus. Além do Barcelona, Bayern de Munique e Milan já mudaram de técnico neste início de ano. Entre os times médios, a lista inclui Arsenal, Valencia, Napoli, Everton, Lyon, Monaco e Tottenham. A Itália já soma nove demissões, seguida da Espanha e Inglaterra (seis), França (cinco) e Alemanha (quatro). Essa tendência já foi notada em 2018, quando 23 técnicos tinham sido demitidos na Europa no mesmo período.

No caso do Barcelona, o treinador nunca foi unanimidade em quase três anos à frente do gigante espanhol. Mas foi a primeira vez que o clube catalão trocou o comando no meio da temporada desde 2002/2003, quando o holandês Louis Van Gaal foi sacado do cargo. A decisão de demitir Valverde veio após a derrota para o Atlético de Madrid na semifinal da Supercopa da Espanha. Por outro lado, o Barcelona é o líder do Campeonato Espanhol ao lado Real Madrid, com 43 pontos e encara o Napoli pelas oitavas de final da Liga dos Campeões.

A exemplo do que acontece no Brasil, as quedas de desempenho ou eliminações precoces têm justificado as trocas de treinador. No ano passado, foram 22 demissões de treinadores apenas na Série A do Campeonato Brasileiro. A pressão da torcida, agora multiplicada pelo alcance das redes sociais, e as críticas da mídia especializada são fatores que alcançaram peso dois na balança da diretoria na hora de planejar o futuro.

Outra demissão repercutida foi do treinador Pochettino, do Tottenham, da Inglaterra. O clube fazia campanha irregular na Premier League 2019/2020.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.