BUSCAR
BUSCAR
Pré-olímpico
Brasil perde muitas chances, mas bate o Peru por 1×0 em estreia no pré-Olímpico
Apesar de perder muitas chances, a equipe do técnico André Jardine confirmou o favoritismo e bateu o Peru
Agência Estado
20/01/2020 | 08:01

A seleção brasileira sub-23 começou com resultado positivo a campanha no pré-Olímpico neste domingo, em Armenia, na Colômbia. Apesar de perder muitas chances, a equipe do técnico André Jardine confirmou o favoritismo e bateu o Peru por 1 a 0, gol marcado pelo atacante Paulinho, do Bayer Leverkusen. Se a atuação ficou abaixo do esperado, pelo menos a equipe começa a caminhada com três pontos conquistados.

Na estreia, o Brasil mostrou superioridade, mas poderia ter aplicado um placar bem maior. Por muitas vezes a equipe abusou do excesso de preciosismo e por querer enfeitar demais as jogadas em vez de finalizar. A troca de passes dentro da área foi uma cena comum no primeiro tempo e, por isso, o gol brasileiro demorou um bocado para sair.

Apesar do domínio da partida, o Brasil levou alguns sustos justamente por aparentar excesso de confiança. O exemplo mais claro disso foi aos oito minutos de jogo, quando em uma bola recuada, o goleiro Ivan tentou driblar o atacante Olivares. O jogador brasileiro se atrapalhou e por pouco não entregou a bola para o peruano. Ainda bem que foi só escanteio.

Com uma formação veloz e habilidosa, o Brasil teve muita profundidade pelas pontas, em especial pela esquerda. Paulinho tinha a companhia de Pedrinho e sempre incomodou bastante a defesa peruana. Por ali saiu a primeira chance do time na partida, quando aos 15 minutos do primeiro tempo, um cruzamento para trás caiu nos pés de Yuri Alberto, que chutou por cima.

A equipe brasileira ainda teve mais três chances de clara até o gol finalmente sair. Aos 42 minutos, o volante Bruno Guimarães conseguiu uma assistência que passou no meio da defesa peruana. A bola encontrou Paulinho, que em velocidade, tocou entre as pernas do goleiro Solis para marcar 1 a 0. A justiça no placar estava feita, até porque a primeira etapa foi totalmente brasileira.

Com a vantagem no placar e a superioridade técnica, o Brasil diminuiu o ritmo no segundo tempo. A defesa segura, o meio-campo comandado pela excelente atuação de Bruno Guimarães e o ataque veloz ajudavam a manter a posse de bola. Porém o placar magro persistia. O insistente erro de criar boas jogadas e não finalizar a gol irritou demais o técnico Jardine.

Com isso, a partida ficou muito perigosa nos instantes finais. O Peru passou a pressionar e a levar muito perigo em cruzamentos. Um pouco inseguro, o goleiro Ivan chegou a dar alguns sustos. Pelo menos a vitória e abre o caminho para a equipe voltar a campo mais tranquila na quarta-feira, contra o Uruguai, na cidade de Pereira.

Ficha técnica

BRASIL – Ivan; Guga, Nino, Robson Bambu e Caio Henrique; Matheus Henrique (Igor Gomes), Bruno Guimarães e Pedrinho (Reinier); Antony, Yuri Alberto (Maycon) e Paulinho. Técnico: André Jardine

PERU – Solís; Rabanal, Caballero, Chávez e López (Caro); Pretell, Fuentes e Celi (Concha); Pacheco, Olivares e Rivera (Sandoval). Técnico: Nolberto Solano.

GOL – Paulinho, aos 42 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO – Angel Arteaga (Venezuela).

CARTÃO AMARELO – Fuentes (Peru).

RENDA E PÚBLICO – Não divulgados.

LOCAL – Estádio Centenário, em Armênia (Colômbia).

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.