BUSCAR
BUSCAR
Pesquisa
64% dos atletas brasileiros acham que pandemia não fará cair nível técnico das Olimpíadas
Levantamento também mostra que 70% dos entrevistados não acreditam que seus desempenhos serão prejudicados por conta da luta contra o coronavírus
Globo Esporte
05/04/2020 | 10:47

Apesar da inclusão de mais um ano no ciclo olímpico e da incerteza sobre como serão os próximos meses no calendário esportivo, 64% dos 209 atletas olímpicos brasileiros que participaram de pesquisa elaborada e aplicada pelo GloboEsporte.com acreditam que não será mais baixo o nível técnico das Olimpíadas de Tóquio, remarcadas para acontecerem entre julho e agosto de 2021.

A apuracão dos dados aconteceu entre as últimas terça-feira (31/3) e sexta-feira (3/4). Os desportistas responderam “sim” ou “não” a dez perguntas envolvendo os desdobramentos no esporte da pandemia global que causou o adiamento dos Jogos Olímpicos pela primeira vez desde a Segunda Guerra Mundial.

– Eu acho que não (vai ter um nível técnico mais baixo em Tóquio). Acho que todos os atletas vão conseguir se superar muito bem. Todos já passaram por muitas dificuldades, lesões, então isso é só uma fase que vai passar, a gente espera, o mais rápido possível. Acho que todos vão conseguir se surpreender nas Olimpíadas – afirmou a ginasta Flávia Saraiva, que tem tudo para brigar por medalha no Japão.

Você acha que o nível técnico em Tóquio será mais baixo, com menos recordes sendo quebrados? Sim: 36% Não: 64%

Fé no próprio taco

Mesmo com o grande período sem treinamentos adequados em um momento importante de preparação, 70% dos participantes da pesquisa acreditam que os seus desempenhos não serão afetados nas Olimpíadas de Tóquio.

– A gente ainda está bastante apreensivo com a questão de classificação para os Jogos. Mudou o treino, estamos treinando em casa. Mas pensando em um prazo de mais de um ano, acho que isso não vai afetar tanto (o desempenho) – afirmou o judoca Rafael Silva, ganhador de dois bronzes olímpicos e em busca de vaga para tentar mais um pódio.Você acha que a pandemia de coronavírus vai prejudicar seu desempenho em Tóquio? Sim: 30% Não: 70%

Fim da pandemia?

Diante da incertezas sobre quanto tempo vai demorar a luta contra o coronavírus, os atletas foram questionados se é possível afirmar que, entre julho e agosto de 2021, a pandemia global já vai ter sido combatida no mundo. Para 79%, o problema vai ter chegado ao fim e não haverá qualquer risco de contaminação para atletas, profissionais e público nas Olimpíadas de Tóquio.

– Eu tenho esperança e fé que nós vamos combater esse vírus o quanto antes – disse Bruninho, levantador da seleção brasileira de vôlei.

Você acha que a pandemia de coronavírus vai ter chegado ao fim daqui um ano para a realização normal e sem qualquer risco de contaminação para atletas, profissionais e público na Olimpíada em Tóquio? Sim: 79% Não: 21%

No total, 178 atletas brasileiros estão classificados para os Jogos de Tóquio, lembrando que o COI assegurou as vagas previamente obtidas para 2020. A previsão do Comitê Olímpico do Brasil (COB) para este ano é a de que o número de representantes do país fique entre 250 e 300 competidores.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.