BUSCAR
BUSCAR
Primeiro do ranking
BNB é a instituição financeira com menor número de reclamações no primeiro trimestre
Cálculo é feito de acordo com as demandas do público registradas pela internet, correspondência, telefone ou de forma presencial no Banco Central
Redação
09/05/2017 | 15:31

Natal, 9 de maio de 2017 – O Banco do Nordeste é a instituição financeira com menor número de registros de reclamações consideradas procedentes no país no primeiro trimestre de 2017. O ranking é elaborado pelo Banco Central e considera os bancos com mais de 4 milhões de clientes. No ano passado, o BNB foi a empresa com menos reclamações julgadas procedentes.

O cálculo é feito de acordo com as demandas do público registradas pela internet, correspondência, telefone ou de forma presencial no Banco Central, realizado a partir do número de reclamações multiplicado por 1 milhão e dividido pela quantidade de clientes de cada instituição. No primeiro trimestre, o índice do BNB foi 0,50 (contra 25,84 do banco mais reclamado). As informações estão no site do Bacen.O ranking é formado a partir das demandas registradas pelo público e considera bancos comerciais, múltiplos, cooperativos, de investimento, filiais dos bancos estrangeiros, caixas econômicas, sociedades de crédito, financiamento e investimento (SCFI) e administradoras de consórcio.

“O Banco do Nordeste tem o desafio contínuo, por meio de sua Ouvidoria, de oferecer uma instância de recurso à sociedade em que sua demanda seja atendida com imparcialidade e tempestividade e, principalmente, venha a ser valioso instrumento na melhoria dos processos  internos e dos produtos e serviços ofertados pela instituição”, afirma o superintendente de Ouvidoria do BNB, Cláudio Freire.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.