Proposta
Ordenação de homens casados será retomada, afirma cardeal Hummes
A medida, que mudaria as circunstâncias de exigência do celibato, uma tradição da Igreja, ficou de fora da exortação apostólica do papa Francisco
Por Agência Estado - Publicado em 12/02/2020 às 13:50

Relator-geral do Sínodo da Amazônia, o cardeal d. Cláudio Hummes afirmou nesta quarta-feira (12), que a proposta de ordenação de homens casados em áreas remotas será retomada pelo Vaticano.

A medida, que mudaria as circunstâncias de exigência do celibato, uma tradição da Igreja, ficou de fora da exortação apostólica do papa Francisco, divulgada pela Santa Sé, apesar do apelo feito pela assembleia de bispos em outubro do ano passado

“Essa questão deverá ser trabalhada agora com o papa, nas instâncias da Santa Sé. Será retomada”, disse d. Cláudio Hummes. “Esse pedido terá que ser elaborado e cumprido.”

O relator-geral disse que o organismo eclesial anunciado pelo papa a Amazônia, após o Sínodo, terá um papel importante na discussão, no âmbito do Vaticano, sobre como realizar o ordenamento de padres casados em áreas de escassez.

Segundo d. Cláudio, a igreja não pode deixar de se preocupar em buscar uma solução para que os povos tenham acesso à eucaristia. “O que edifica a Igreja é a assembleia eucarística reunida, isso é o que forma e alimenta a Igreja”, ressaltou.