BUSCAR
BUSCAR
Língua Portuguesa
Confira a coluna “Desenrolando a Língua” desta quinta-feira 8

08/04/2021 | 00:31

“ESTE” E “ESSE”.

PESSOA DO DISCURSO
Os pronomes demonstrativos são empregados de acordo com a posição da pessoa do discurso em relação ao espaço e ao tempo. No primeiro caso, “este(s)”, “esta(s)” e “isto” são usados quando se quer indicar o ser (ou objeto) que está próximo da pessoa que fala (1a pessoa): “Estes óculos me incomodam”; “Esta mochila está pesada para mim”. “Esse(s)”, “essa(s)” e “isso” são usados quando se quer indicar o ser (ou objeto) que está próximo da pessoa com quem se fala (2a pessoa): “Esse livro te pertence?” “Você me empresta essa revista?”

TEMPO
Em relação ao tempo, “este(s)”, “esta(s)” e “isto” são empregados quando se quer indicar o tempo presente em relação ao momento em que se fala: “Neste mês venta muito” (o mês presente). “Esta tarde vou ao cinema” (a tarde presente). “Esse(s)”, “essa(s)” e “isso” são usados quando se quer indicar o tempo passado há pouco ou o futuro em relação ao momento em que se fala: “Esse aumento do desemprego ocorreu em todos os países” (refere-se a um fato do passado recente); “Nessa reunião escolheremos o novo presidente” (refere-se a uma reunião futura).

TEXTO
Cabe destacar, ainda, que os pronomes demonstrativos “esse(s)”, “essa(s)” e “isso” podem ser empregados em referência a algo que já foi dito, ou a uma pessoa já mencionada num texto: “Estive com o sacerdote, esse me contou o ocorrido”. Emprega-se “este(s)”, “esta(s)” e “isto” em referência ao que vai ser dito. “Na porta lia-se esta mensagem: ‘férias coletivas, voltaremos em fevereiro’”. Em referência a dois elementos (ou pessoas) citados anteriormente na frase, usa-se “este(s)”, “esta(s)” e “isto” para indicar o elemento mais próximo, e “aquele(s)”, “aquela(s)” e “aquilo” em referência ao elemento mais distante. “No restaurante, pedi pizza e doces italianos; estes (os doces) estavam deliciosos, mas aquela (a pizza) não se compara à nossa”. “Guardarás este preceito, no tempo fixado, de ano em ano”. Ex 13,10

“DENTRE OS ASSUNTOS MAIS CITADOS”
Pouca gente sabe empregar com precisão a palavra “dentre”, que é a combinação das preposições “de” e “entre”. Devemos usá-la só quando pudermos trocá-la por “no meio de”: “O animal saltou dentre as árvores”. O uso é muito restrito. Em todos os outros casos, devemos optar por “entre”, inclusive na frase “Entre os assuntos mais citados”. Aproveitando, vamos discorrer sobre outro vacilo muito comum na oralidade: “entre eu e você”. A palavra “entre” é preposição e não aceita o pronome pessoal do caso reto (eu). Logo, devemos usar o “mim”, que é pronome oblíquo: “Entre mim e você” ou – menos comum na fala – “Entre mim e ti”.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.