BUSCAR
BUSCAR
Editorial
As peças erradas
Redação
15/07/2020 | 22:59

O aparelhamento público promovido pelo PT às custas de maciças injeções de dinheiro oficial, num período aproximado de quase 14 anos, não é fichinha perto do que o presidente Jair Bolsonaro está fazendo de maneira mais ampla e rápida em toda a estrutura do Estado brasileiro.

Ao transformar antigos ministérios em meras secretarias subordinadas a outras pastas, como é o caso da Cultura, que virou um apêndice do Turismo, ou a Saúde, comandada por um general da ativa ou, ainda, a Fundação Palmares, entregue a um afrodescendente que nega a existência do racismo, o governo instala a desorganização pela desestruturação.

Não é difícil entender porque o conceito de excelência dos gestores em cargos estratégicos, como a Educação, até recentemente ocupada por um incendiário de extrema direita, conta com o completo desapreço por parte do chefe da Nação, que troca ministros como se eles fossem peças de um tabuleiro de dama, já que xadrez seria por demais complicado no caso em questão.

Daí os critérios usados por Bolsonaro para empreender no governo escolhas em total desacordo com as necessidades do País. Ou seja, se vivemos uma pandemia de proporções épicas, com efeitos desastrosos para a economia, melhor ter um general de três estrelas da ativa especializado em logística.

O desmonte que o governo federal da atualidade promove junto aos órgãos ambientais, fazendo mudanças até mesmo no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (IMPE), criado na ditadura militar a partir de parâmetros técnicos e jamais políticos, dá bem a medida da ação devastadora de Bolsonaro sobre a governança do País.

Só que as consequências desses atos tão rápidos também vêm a cavalo na medida em que o País se isola do mundo, promovendo uma pauta absolutamente desastrosa para os interesses nacionais.

Basta ler o noticiário todos os dias para saber que, a cada 24 horas, o Brasil se complica num setor diferente da sua vida interna e de seus interesses externos.

Nesse caso, a pressa não é apenas inimiga da perfeição como é também íntima do caos e do desastre.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.