BUSCAR
BUSCAR
Opinião
Patrulha Maria da Penha opera em Natal para evitar violência doméstica
Daniela Freire
09/06/2020 | 04:00

Parabéns

Num momento em que o isolamento social provocado pela pandemia de coronavírus tem causado um aumento no número de violência cometida contra as mulheres é preciso que se diga o quanto é importante a conquista da implantação de um projeto da vereadora Júlia Arruda aqui em Natal: a Lei 461/17, mais conhecida como Patrulha Maria da Penha, que começou a operar há poucos dias.

Na prática

Segundo Júlia, além de efetivamente acompanhar mulheres que estejam com medidas protetivas, a Patrulha Maria da Penha irá gerar nas comunidades uma maior sensação de segurança e ajuda a inibir outros casos de violência doméstica.

As primeiras visitas foram realizadas nos bairros do Alecrim, Planalto, Felipe Camarão, Tirol, Pajuçara e Gramoré.

Momento ideal

“Depois de uma luta de 5 anos entre apresentação do projeto, votações, veto e ação judicial, a Patrulha Maria da Penha finalmente começou a operar em Natal. O momento é mais do que oportuno! Num contexto de isolamento social, quando esse tipo de crime se torna ainda mais difícil de combater”, avaliou a parlamentar.

Live

A deputada federal Natália Bonavides e o suplente de deputado estadual professor Robério Paulino estarão juntos em uma live que será transmitida pelo Facebook sobre o tema “A luta contra o fascismo no Brasil e no mundo”. Também participarão os professores universitários Daniel Valença e Juary Chagas. É quinta, às 18h.

Momento de união

Veículos de comunicação formaram uma bela parceria em prol da transparência dos dados de covid no Brasil. Em resposta à decisão criminosa e irresponsável do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de coronavírus.

WhatsApp Image 2020 06 08 at 13.43.26
Novos tempos: Jornalista antenado Eugênio Bezerra saindo bem protegido contra o coronavírus. Foto: Reprodução

Opinião

A Folha de S.Paulo chamou de “golpe estatístico” a sonegação por parte do governo Bolsonaro de dados completos sobre as mortes e casos de covid no Brasil. “Jair Bolsonaro deu fim ao pouco que restava de seriedade na forma com que seu arremedo de governo trata a epidemia hoje fora de controle”, publicou o impresso ontem em editorial.

Ditadura, né?!

Segundo a Folha: “Os paus-mandados da Presidência no ministério anunciam uma manobra orwelliana na contagem de mortos. O pretexto delirante: governadores e prefeitos estariam a inflar estatísticas reunidas no banco de informações federal. É a senha para enveredar na manipulação dos dados, ou ao menos para desacreditá-los”. 

Só falar não vale

O ex-ministro da Saúde Henrique Mandetta não poupou de ironia um comentário feito em seu Twitter sobre a tentativa de o governo Bolsonaro esconder os números da covid-19 no País.

Tem que praticar

Mandetta escolheu um versículo da Bíblia muito repetido pelo presidente para embasar a crítica: “Conforme João 8;32, ‘conhecereis a verdade e a verdade vos libertará’. Não basta citar, tem que praticar”.

Avião sem piloto

Outro ex-ministro de Bolsonaro, no caso, super-ministro, Sério Moro também usou as suas redes sociais para repudiar a omissão de dados sobre a epidemia pelo governo federal. Moro, além de ironia, usou a comparação para dizer o que pensa sobre o assunto.

Não tem como dar certo

Escreveu ele: “Imagine um avião em pleno voo na tempestade que, de repente, perde o piloto, depois o substituto do piloto e, por fim, inverte a lógica dos instrumentos de navegação. Não tem como dar certo. Transparência e rumo são fundamentais, especialmente em cenário de crise”.

Os robôs

“A democracia moderna foi atravessada por um desafio inimaginável até pouco tempo: a ocupação da pólis por seres irreais. Quem são esses usuários que diariamente emplacam temáticas políticas nos trending topics do twitter, com uma capacidade quase imediata de mobilização em torno de hashtags perfeitamente bem combinadas, perfeitas até demais para serem verdade?”,

Ele sabe

O questionamento foi feito em artigo – para o blog Sonar sobre internet e política – pelo empresário Marcos Aurélio Carvalho, um dos donos da AM4 e peça-chave na campanha presidencial de Jair Bolsonaro.

Incremento

A Cabo Telecom tem apoiado artistas com o aumento de velocidade na transmissão e com consultoria para o uso do serviço durante os shows realizados por meio das live’s. A empresa aumenta o upload para a transmissão e oferece consultoria para o uso – sem custo. E o artista não precisa ser cliente da empresa.

Utilidade

O Grupo Reviver retomou nesta segunda-feira (8) o mutirão de mamografias, suspenso desde o início da pandemia. A Unidade Móvel Savana Galvão estará de 8 a 19 de junho, à exceção dos finais de semana e feriado de Corpus Chirsti (11), das 7h30 às 15h, na Policlínica Dr. Zeca Passos, na Praça Augusto Severo, na Ribeira.

A demanda de pacientes continua a ser livre, com distribuição de fichas sempre no início do expediente.

Rápidas

  • O Banco Mundial prevê uma queda de nada menos que 8% do PIB no Brasil este ano, a maior em 120 anos!
  • O colunista do UOL Chico Alves comparou muito bem o grupo de militares que atualmente ocupa o Ministério da Saúde com a tropa cômica e o quartel fictício de Renato Aragão, em Os Trapalhões, “nos tempos jurássicos da TV brasileira”.
  • Disse Chico Alves: “É inacreditável a barafunda que Eduardo Pazuello e seus colegas de farda estão aprontando na pasta. Em poucos dias conseguiram fazer com que os dados epidemiológicos do Brasil, cuja qualidade sempre teve reconhecimento internacional, caíssem no descrédito”.
  • E como não poderia deixar de ser: O Brasil é destaque no mundo por esconder dados de mortes por covid-19.
WhatsApp Image 2020 06 08 at 16.06.33
Isolada e mascarada: Secretária de Educação de Natal Cristina Diniz participando da Comissão Especial de Fiscalização dos Atos do Poder Executivo de Enfrentamento à Pandemia. Foto: Reprodução
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.