BUSCAR
BUSCAR
Opinião
Governo Fátima conseguiu o apoio da prefeita de Mossoró
Bela e mascarada: Jornalista competente, Zhamara Mettuza mostrando que está tomando os cuidados contra o coronavírus
Daniela Freire
03/06/2020 | 03:26

Mossoró aliada

O Governo Fátima conseguiu o apoio da prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini, como aliada no projeto de endurecimento das medidas de fiscalização do isolamento social no Rio Grande do Norte. A gestão mossoroense vai até indicar um representante para compor a comissão do ‘Pacto pela Vida’ coordenado pelo Executivo.

Fiscalização forte

O projeto Pacto pela Vida apela pelo envolvimento dos municípios na fiscalização do Decreto estadual em vigor contra a disseminação do coronavírus, de maneira que este seja efetivamente posto em prática no cotidiano da população do Rio Grande do Norte.

Ações

Prevendo: delimitação de rotinas das blitzen, novas rondas nos bairros e comércios, maior retenção de circulação de pessoas em áreas públicas, fechamento de acesso às praias e controle de trânsito.

Fundamental

O deputado Sandro Pimentel concorda com o arrocho nas ações de fiscalização do cumprimento do Decreto governamental. “Considerando que sequer chegamos ao pico dessa crise, essa postura é fundamental para preservação das vidas do povo potiguar. Esperamos que a força-tarefa seja efetiva que que alcance os resultados esperados”, avaliou o parlamentar.

Precaução: Deputado federal Fábio Faria pegando o avião, mas protegido contra a covid-19. Foto: Reprodução

Paródia

“Hack acima de tudo, dados acima de todos”. A frase, uma paródia do slogan de Bolsonaro, foi publicada nesta segunda à noite pelos hackers do Anonymous Brasil, perfil no Twitter que se classifica como um movimento “contra o sistema” e “contra o poder”, antifascista e descentralizado, que ontem abriu informações pessoais do presidente Bolsonaro e dos seus filhos.

Irônico

Ao saber que a repercussão da divulgação dos dados da família Bolsonaro, e de ministros e aliados do presidente, tinha feito o Ministério da Justiça pedir à PF para investigar o vazamento, o Anonymous escreveu: “Já pensou se o Ministério da ‘injustiça’ fosse tão rápido para investigar os crimes cometidos pela família do Presidente?”.

No lugar errado

O presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, foi flagrado em áudio chamando o

movimento negro de “escória maldita”. A Fundação Palmares foi instituída para promover a preservação dos valores culturais, sociais e econômicos decorrentes da influência negra na formação da sociedade brasileira.

Realidade

Uma pesquisa Datafolha revelou nesta terça-feira: 52% da população brasileira conhece alguém que já teve coronavírus. Mas apenas 5% disseram já ter tido a doença. À primeira vista, parecem números contraditórios, mas que, na verdade, mostram a realidade da subnotificação dos casos da infecção no País. A pesquisa foi realizada em todos os estados do Brasil entre 25 e 26 de maio.

Proteínas

Cientistas descobriram 27 proteínas essenciais no sangue de pessoas infectadas com covid-19 que disseram “que podem agir como biomarcadores que preveem o quão grave um portador da doença pode ficar”. A pesquisa foi publicada no periódico científico Cell Systems, nesta terça-feira.

Trégua?

O ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, foi quem entrou como bombeiro no circuito da crise instalada entre Bolsonaro e o ministro do STF Alexandre de Moraes. Segundo a imprensa, “Azevedo aproveitou que cumpriria agenda nesta terça-feira em São Paulo e foi até a casa do ministro na capital paulista”.

Antes tarde do que nunca

A Caixa Econômica Federal está prometendo que a partir de agora fará um maior controle de distância nas filas de saque do auxílio emergencial. A ação vem tarde. Pelo menos aqui para o RN, onde a aglomeração provocada pela ação social nas semanas anteriores provocou um aumento na contaminação pelo coronavírus, segundo analisou o coordenador do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS) da UFRN, Ricardo Valentim.

Rápidas

  • Estados Unidos enfrentam a maior onda de protestos contra o racismo desde a morte de Martin Luther King, em 1968.
  • E as manifestações contra o preconceito racial não estão só nos EUA, já atingem a Europa. No Brasil, há muita repercussão e apoio nas redes sociais pelo lema “Vidas Negras Importam”.
  • “Vocês têm que dominar a situação, vão ficar parecendo uns imbecis”, reclamou Trump sobre a atuação de governadores americanos, como o de NY, frente às manifestações pela morte de George Floyd. 
Jornalista Crico Félix mostrando todo o seu estilo nos dias atuais em que a máscara é item essencial . Foto: Reprodução
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.