BUSCAR
BUSCAR
Opinião
Distanciamento: PSB pede que filiados não participem de manifestações
Daniela Freire
05/06/2020 | 06:00

Manifestar X aglomerar

O PSB, partido dirigido no Rio Grande do Norte pelo deputado federal Rafael Motta, está pedindo para que os seus filiados não participem de manifestações nas ruas do Brasil. O pedido não é motivado por posição política.

Mas sim por questões sanitárias, devido ao distanciamento social exigido pela pandemia.

Força

Há também um segundo motivo para a orientação dada pelo presidente nacional da sigla, Carlos Siqueira: o receio de que Bolsonaro se aproveite das manifestações para lançar uma reação extrema contra os manifestantes.

“Ainda não é hora de tomar as ruas”, disse ele em nota.

Agora vai

A governadora Fátima Bezerra comentou em suas redes sociais sobre o endurecimento na fiscalização do isolamento social, publicado ontem em novo decreto governamental de combate a covid-19.

Pacto

Fátima afirmou que a medida segue as orientações do Comitê Científico local e disse que as forças de segurança já estão cientes disso. “Elas estarão nas ruas, em parceria com os municípios do RN, porque agora vamos estabelecer um maior rigor no cumprimento dos decretos”, avisou a governadora.

Relator

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, designou o senador do RN Jean Paul Prates como relator do Projeto de Lei que dispõe sobre a obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção individual para circulação em espaços públicos e privados acessíveis ao público, em vias públicas e em transportes públicos durante a vigência das medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente da pandemia da Covid-19.

Caça

A edição de junho da Revista Piauí traz uma reportagem muito interessante sobre os “Caçadores de Mentiras”, profissionais que vasculham informações verdadeiras e oficiais e as divulgam para quem vigia de perto as publicações das fake News pelo mundo.

Grupo

Segundo a Piauí, são os ‘checadores de notícias’, todos associados à Rede Internacional de Verificação de Fatos (IFCN, na sigla em inglês), que congrega 88 organizações de checagem em 47 países.

Contribuição

A matéria mostra como o trabalho dessas pessoas tem ajudado a combater as notícias falsas propagadas na Internet, principalmente em tempos de pandemia de coronavírus, com a atuação da CoronaVirusFacts Alliance, uma plataforma em que todas as informações verificadas em diversos países são traduzidas e colocadas à disposição das demais organizações.

Imposto é nosso

“Eles têm nossas informações em banco de dados, pagamos diariamente anúncios, ou assinaturas, eles colocam propagandas de empresas multimilionárias no nosso ‘feed’ de notícias, e simplesmente levam tudo o que arrecadam dos consumidores Brasileiros para os Estados Unidos, ou paraísos fiscais. Eles devem pagar impostos para o Brasil, pois estão ganhando em cima dos nossos consumidores”. É como avalia o deputado federal João Maia o projeto de sua autoria que propõe taxar serviços digitais (CIDE-Digital) e que ganhou proporções internacionais.

Investimento

Como se sabe, o governo de Donald Trump abriu investigação contra o Brasil e vários outros países que adotaram ou consideram aplicar taxação sobre serviços digitais.

Mas para João Maia, o imposto deve ser revertido para o Brasil investir em ciência e tecnologia junto as universidades e Institutos Federais de Ciência e Tecnologia.

Jornalista Diego Negrellos tem a companhia do seu pet, Luiz Otávio durante a quarentena. Foto: Reprodução

Ridicularizado

O jornalista Kennedy Alencar avisa: “Nos EUA, vários generais da reserva criticam abertamente a ameaça de Trump de usar militares para reforçar o policiamento. Comparam atitude à de ditadores de repúblicas de bananas”.

Medo

Ganhou destaque na imprensa nesta quinta-feira a notícia de que o Planalto está preocupado com a possibilidade de o movimento de rua ‘pró-democracia’ ganhar corpo com pauta pró-impeachment.

Este seria o motivo pelo qual Bolsonaro e o vice Mourão estariam tentando associar a imagem dos manifestantes a de terroristas.

Rápidas

  • A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro conseguiu aprovar a lei de fomento à pesquisa de Cannabis.
  • Bem sucedida: Florianópolis, capital de Santa Catarina, completou um mês sem mortes por coronavírus.
  • Trágico e vergonhoso: o governo Bolsonaro transferiu 83,9 milhões do Bolsa Família (do Nordeste) para a comunicação institucional.
  • É inacreditável, mas o movimento antivacina cresceu em meio à pandemia do novo coronavírus.
  • É o que conta o El Pais Brasil. “Coletivos contrários à imunização da população tentam aproveitar a crise para promover esse tipo de resistência, que já era vista como uma ameaça global pela OMS.
Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.