BUSCAR
BUSCAR
Opinião
Confira a coluna de Daniela Freire desta segunda-feira 16

16/11/2020 | 12:19

DEU RUIM
As eleições municipais deste ano foram marcadas por falhas no atendimento digital oferecido pelo Tribunal Superior Eleitoral. Quem estava despreocupado com a justificativa de voto porque iria utilizar o e-título para fazê-lo viveu um pesadelo neste domingo.

BUGADO
O aplicativo do TSE, que deveria mostrar título de eleitor, seção eleitoral, zona e facilitar a justificativa da ausência nas urnas, simplesmente não funcionou para muita gente. O problema acabou atingindo também o portal do TRE-RN.

LENTIDÃO
Para completar, no FIM do dia, já durante a apuração, o TSE não conseguia atualizar os números em diversos estados. Para se ter ideia, enquanto o TRE-RN havia mandado 70% dos resultados para o TSE, o tribunal só mostrava uma totalização dos resultados em 2,49%.

TESTANDO
Lembrando que esta eleição foi a primeira em que a totalização dos números foi feita exclusivamente pelo tribunal.

JUSTIFICATIVA
Por volta das 20h, o TSE divulgou nota garantindo que não foi a tentativa de invasão hacker que causou a lentidão no processamento de dados pelo tribunal e nem o mal funcionamento do e-título durante todo o dia. Resta saber o que foi.

ATAQUE
Segundo o presidente da Corte Eleitoral, ministro Luis Roberto Barroso, “não houve ataque bem-sucedido”. Ele ainda afirmou que a tentativa de invasão “foi totalmente neutralizada, sem afetar eleição”. Além disso, o tribunal ressaltou que as urnas eletrônicas ficaram fora de risco por não estarem conectadas à internet.

SEM VERDE E AMARELO
Um detalhe observado na primeira eleição após a que elegeu o atual presidente, Jair Bolsonaro: não se viu nos colégios eleitorais da capital potiguar bandeiras do Brasil ou a camisa da seleção brasileira de futebol, tão presente em 2018.

ABRE ALAS
A advogada Marianna Almeida (PSD) foi eleita a primeira mulher prefeita de Pau dos Ferros, município polo do Alto Oeste Potiguar, após uma campanha que surpreendeu e acabou derrotando o atual e tradicional prefeito Leonardo Rêgo (DEM), filho do deputado estadual Getúlio Rêgo.

ROSALBISMO EM BAIXA
Em Mossoró, a divisão de votos criada com a separação política de Rosalba e Cláudia Regina juntou com a vontade dos eleitores da cidade de mudar a cara da Prefeitura (rosalbismo em baixa) elegendo o jovem deputado estadual Allyson Bezerra.

VOTO DE CONFIANÇA
Esse cenário em Mossoró seguiu caminho inverso de boa parte das importantes cidades brasileiras, que neste pleito preferiram eleger (ou reeleger) o candidato tradicional, seguindo o chamado voto de confiança, a se arriscarem com um ‘desconhecido’.

REFLEXO DAS ELEIÇÕES
“Eu acho que agora (Bolsonaro) representa o tamanho do núcleo dele que era muito menor que os 46% de intenção de voto que ele teve, ele está voltando ao tamanho normal e a influência é menor, especialmente nas capitais onde a cobrança é muito maior do que nos municípios do interior”. Quem disse foi o presidente da Câmara Federal Rodrigo Maia.

CONSEQUÊNCIAS
A forma como se comportou ao longo de toda a pandemia do coronavírus até aqui pode ter sido uma das razões pelas quais o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) teve tão pouco sucesso nas eleições municipais deste domingo, segundo especialistas ouvidos na live do UOL sobre as eleições.

EFEITO
Para os comentaristas, o negacionismo em relação à crise sanitária prejudicou Bolsonaro porque, em eleições municipais, as pessoas percebem mais diretamente o efeito dos discursos políticos na vida prática delas.

Rápidas

Prefeito candidato à reeleição em SP – e agora no 2º turno com Guilherme Boulos -, Bruno Covas disse ontem que Bolsonaro só fez o candidato dele afundar na capital paulista. Covas, aliás, analisou que o cenário de segundo turno é o de ponderação contra radicalismo.

Após votação de ontem, CNN destacou neste domingo que o vice-presidente Hamilton Mourão já definiu uma estratégia para se aproximar de Kamala Harris, a vice-presidente eleita dos EUA. “O primeiro contato será por uma cordialidade. A intenção é dar congratulações a Harris pela vitória ao lado de Joe Biden na disputa pela Casa Branca”, diz a emissora. Rodrigo Maia falou em projeto de diálogo para 2022 com Luciano Huck. Segundo o Estadão, ele disse que seu partido, o Democratas (DEM), está se preparando para liderar um projeto de centro-direita para as próximas eleições.

Mudando de assunto: a CNN destacou neste domingo que o vice-presidente Hamilton Mourão já definiu uma estratégia para se aproximar de Kamala Harris, a vice-presidente eleita dos EUA. “O primeiro contato será por uma cordialidade. A intenção é dar congratulações a Harris pela vitória ao lado de Joe Biden na disputa pela Casa Branca”, diz a emissora.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.