BUSCAR
BUSCAR
Social
Confira a coluna de Daniela Freire desta quarta-feira 9

09/12/2020 | 07:19

Garantia
Pouco antes de entrar na reunião com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e governadores do Brasil, nesta terça-feira, para cobrar do governo federal um plano de vacinação contra covid para a população brasileira, a governadora Fátima Bezerra garantiu: “Nem que eu tenha que sair contando moedas, nós não vamos economizar esforços para garantir a vacinação. O Rio Grande do Norte precisa ser imunizado”.

RN quer Coronavac
Fátima, que considera urgente um plano nacional de vacinação e compra de vacinas e insumos para o processo, revelou que considera a possibilidade de comprar a Coronavac, que já foi adquirida pelo Governo de São Paulo. “Já mantive contato com o governador João Dória e estamos em tratativas com Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan para aquisição da coronavac.

Bendita…
Apenas quatro governadores participaram presencialmente da reunião com Pazuello e Fátima Bezerra foi um deles, junto com Wellington Dias (PT-PI), Paulo Câmara (PSB-PE) e Gladson Cameli (PP-AC). Os demais estiveram em videoconferência.

É o mínimo
A principal exigência da governadora do Rio Grande do Norte é que o governo estabeleça um cronograma para a vacinação, que ele assuma o seu papel, ou seja, a “coordenação plena do programa nacional de imunização” e que ele não restrinja qualquer vacina que seja, independente de nacionalidade.

Urgências
A governadora do RN considerou “imprescindível” a reunião de ontem com Pazuello e destacou que agora é preciso “datas e um calendário definido com as etapas e fases prioritárias” e isso “requer urgência”. “É necessário também incluir entre as prioridades os professores e profissionais da educação”, acrescentou Fátima.

Briga e arrogância
Dos pontos que mais repercutiram após audiência com o ministro da Saúde, destaque para o bate-boca com João Doria e para a reclamação dos governadores sobre a “arrogância” do gestor de SP na reunião sobre vacina contra Covid.

Doria presidente
O governador do Piauí, Wellington Dias, que é presidente do Consórcio Nordeste, pontuou sobre o perigo no anúncio de Doria de disponibilizar a vacina para pessoas de outros estados. ““Se um estado começar isoladamente a fazer vacinação, o Brasil inteiro vai correr para lá. Vai ter uma situação gravíssima”, alertou.

Todas
No fim do dia, o perfil oficial do Ministério da Saúde no Instagram postou: “Vai ter vacina contra Covid-19, sim!”. E detalhou que o Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, reiterou durante a reunião com governadores que “o Brasil irá adquirir todas as vacinas com eficácia comprovada contra a doença e registro na Anvisa, conforme for necessário”.

2ª onda – ou repique
O deputado estadual e médico Dr. Bernardo fez um relato temeroso sobre o cenário da Covid-19 no Médio Oeste Potiguar nesta segunda onda. De acordo com o parlamentar, a situação na região é crítica.

Veio forte
“A minha fala hoje é para externar, como médico que sou, a minha preocupação com o novo coronavírus, que tem assolado de forma muito intensa, nessa segunda ‘onda’, a região do Médio Oeste”, disse ele.

Eleito
A imprensa que cobre a Assembleia Legislativa elegeu ontem o deputado estadual Kleber Rodrigues como o Parlamentar do Ano 2020. O deputado recebeu 26 votos dos jornalistas que acompanham as atividades no Poder Legislativo. Dos 39 profissionais da comunicação aptos a votar, 35 compareceram.

Em cima
Presidente eleito dos EUA, Joe Biden, advertiu nesta terça-feira 8 que se o Congresso não chegar rapidamente a um acordo financeiro para combater a pandemia, a campanha de vacinação contra o novo coronavírus pode desacelerar ou até parar. E ele não quer saber de atraso, ao contrário do governo brasileiro…

Rápidas

“Não pode abrir espaço para nenhum estado querer se arvorar na frente de outro”. Do governador Ronaldo Caiado, governador de Goiás, em reunião com o ministro Pazuello nesta terça, sobre o anúncio de Doria de calendário de vacinação em SP e abrindo para demais estados, fazendo o que o Governo Federal deveria estar fazendo.

Deu na Folha de S.Paulo que as vacinas desenvolvidas contra Covid podem evitar a doença, mas não o contágio e que o efeito em idosos é pouco conhecido. “Incógnitas sobre imunizante e logística são primeiros desafios a superar”, diz reportagem.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitiu um alerta na segunda-feira 7 sobre uma investigação em curso do possível primeiro caso positivo no país de Candida auris, fungo resistente a medicamentos responsável por infecções hospitalares que se tornou um dos mais temidos do mundo.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.