BUSCAR
BUSCAR
Social
Confira a coluna de Daniela Freire de quarta-feira 20

20/01/2021 | 08:02

De volta!
A coluna Daniela Freire voltou ao impresso Agora RN, após um recesso de três semanas, com muita disposição para trazer para o querido leitor informações exclusivas, bastidores e análises do cenário político e social no Estado e no Brasil. Espero você por aqui!

Vitória
E nada como voltar ao trabalho depois de um domingo histórico para os brasileiros que confiam na ciência e na medicina e que querem distância do negacionismo criminoso propagado pelo governo federal. Trata-se da maioria da população, que aguardava com muita expectativa e esperança o início da vacinação contra a covid19, “apesar de Bolsonaro”, sim!

Desdenhou, agora quer comprar…
Vale relembrar o quanto o presidente rechaçou a vacina Coronavac, a qual ele apelidou de “vacina chinesa do Dória”, ignorando até mesmo o comprometimento do renomado Instituto Butantan. Agora, depois de tentar tudo para não ver a população vacinada pela Coronavac, ele diz que a vacina “é do Brasil”.

TBT
Vamos copiar por aqui o que disse Bolsonaro no final de outubro sobre a Coronavac: “Eu não vou comprar tua vacina, não. Procura outro para pagar tua vacina”.

Suprema humilhação
Vale ressaltar que Bolsonaro não levou apenas uma surra do esforço – e do marketing – do Governo de São Paulo, mas, principalmente, da própria Anvisa, que ao anunciar a aprovação da Coronavac reforçou o quanto é criminosa a ação do governo federal em insistir na recomendação do mentiroso “tratamento precoce” contra o coronavírus.

Toma
Ao aprovar o uso emergencial da Coronavac e da vacina de Oxford junto com a Fiocruz – a que o governo federal ainda não conseguiu disponibilizar aos brasileiros por incompetência – a Anvisa garantiu a “ausência de alternativas terapêuticas” contra a infecção pelos SarsCov2.

Até quando?
E enquanto a Anvisa, a Associação Médica Brasileira (AMB) e a Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) afirmam categoricamente que não há tratamento precoce contra covid19… O prefeito de Natal Álvaro Dias, que é médico, de forma irresponsável e criminosa, continua orientando a população a usar Ivermectina, que só serve para combater vermes.

Espalhando mentira
Esta colunista conhece dezenas de pessoas que passaram meses tomando o medicamento acreditando estarem protegidas da doença e acabaram contaminadas. Muitas apresentaram quadro grave. Atenção, órgãos competentes! Até quando vão permitir que o gestor da capital e sua equipe mintam publicamente?

Parabéns
Enquanto isso, a governadora Fátima Bezerra tratou de mostrar serviço. Preparou plano de vacinação, montou equipes, separou insumos, viajou para SP para ver de perto a saída das vacinas para o Estado e ainda recebeu pacientes de Manaus para tratamento no Hospital Onofre Lopes e Giselda Trigueiro.

Vergonhoso
Aliás, a governadora do RN teve um tratamento explicitamente machista por parte do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, nesta segunda-feira, durante reunião com governadores sobre plano de vacinação. Fato tão notório que até mesmo jornalistas que cobriam o evento denunciaram.

Machismo é a cara desse governo
O ministro não queria deixar a única mulher governadora do Brasil falar. Mostra o nível de ignorância, preconceito e falta de educação dessa gestão.

Agora faz propaganda
E o ministro potiguar das Comunicações Fábio Faria, que afirmou há poucos meses que a “vacina chinesa de Dória” não entraria em sua casa (fazendo papel de negacionista), agora é todo garoto propaganda das aplicações da Coronavac pelo Brasil afora. São as ‘surras’ que a verdade dá!

Rápidas

Deu no El Pais Brasil: “Vacina chega após arrogância e erros homéricos de uma diplomacia brasileira limitada. Brasil deixou de aderir inicialmente a uma coalizão global pelas vacinas em abril, que daria prioridade aos brasileiros com vacinas. Optou por uma política que minava a confiança na Coronavac e investiu num pacote negacionista que explica o colapso de Manaus e a dor de milhares de famílias”.

Ele já sabia: Deu no UOL que a Força Nacional do SUS detectou oxigênio na reserva, leitos fechados por falta do insumo e previu colapso em Manaus. O grupo foi convocado pelo ministro da Saúde e registrou em relatórios oficiais a escalada da crise. Pazuello fez o que? Nada. Como ele mesmo disse.

No Amazonas: “Algo de muito diferente está ocorrendo em Manaus. Não sei informar se é uma cepa nova ou se é algo diferente. Mas quem está na linha de frente está vendo um aumento da gravidade dos casos”. Afirmação feita pelo infectologista e pesquisador Noaldo Lucena, que atua em clínica popular, atendimento domiciliar e hospitais públicos.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.