BUSCAR
BUSCAR
Confira a coluna “Nos Bastidores da Notícia” de quarta-feira 27

27/01/2021 | 07:30

Fátima é aguardada na Assembleia

A governadora Fátima Bezerra (PT) é aguardada na Assembleia Legislativa na semana que vem. Na próxima terça-feira 2, os deputados estaduais abrirão os trabalhos para o ano de 2021 e, como manda o regimento, deverão receber a mensagem anual da chefe do Executivo. Apesar disso, há muita incógnita no entorno da solenidade. Diferentemente de outros governantes, Fátima não compareceu à Assembleia na abertura dos trabalhos legislativos em 2020. Mandou a mensagem por escrito. Na época, alegou que a leitura presencial poderia atiçar ainda mais servidores públicos, que protestavam contra a Reforma da Previdência (uma exigência do Governo Federal e, ressalte-se, necessária do ponto de vista fiscal). Neste ano, a governadora ainda não mandou o recado. Na Assembleia, há dúvidas se Fátima vai comparecer ou não. A governadora calcula os riscos políticos de sua decisão.

Na ponta do lápis

A expectativa é que Fátima compareça à Assembleia. Na Governadoria, a análise é que, neste início de 2021, o quadro é muito mais positivo para a governadora do que um ano atrás. O pesadelo da Reforma da Previdência ficou para trás e servidores começaram a receber salários atrasados. O risco de a governadora enfrentar protesto do lado de fora da Casa é quase inexistente.

LINHA DEMARCATÓRIA
Os desafios da gestão estadual, porém, seguem enormes. Aliás, até aumentaram, considerando que Fátima acaba de superar a primeira metade do governo e precisa mostrar serviço. Uma fonte da coluna alerta a governadora: “O primeiro ano de todo governo é o da arrumação da casa. O segundo, de planejamento. No terceiro, já é esperada a execução, serviços prestados”.

LEGADO DE FÁTIMA
O deputado estadual Francisco do PT registra que, apesar da crise da Covid-19, o governo Fátima Bezerra tem o que mostrar – especialmente na área da saúde. “As ações de combate à pandemia no nosso Estado foram eficientes e deixarão um importante legado para a saúde do nosso povo”, destaca o parlamentar.

ALGO A COMEMORAR?
Já o deputado Tomba Farias (PSDB), da oposição, diz esperar na mensagem anual da governadora “uma proposta para tirar o Estado do atraso”. “Passaram-se dois anos e o governo está sem rumo. Ela promete e não realiza. Não tem nenhuma obra de impacto que gere emprego e renda. Tem algo a comemorar?”, questiona o deputado.

PEGADINHA
Governadores estão encurralados quando o assunto é aumento de combustíveis. Apesar de os reajustes no preço da gasolina serem resultado de uma política da Petrobras, órgão federal, uma ação coordenada nas redes sociais por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro dissemina que a culpa das altas nos preços é dos governadores e pedem redução de impostos.

PEGADINHA II
Bolsonaro, por sua vez, flerta com propostas para que estados baixem impostos para que o preço caia na bomba, num movimento para fragilizar os governadores. E os impostos federais, o presidente também topa reduzir?

PEGADINHA III
Aqui no Estado, o drama de Fátima Bezerra é maior ainda. Ela acaba levando a culpa não só pelos aumentos da gasolina como também pela discrepância que existe no valor dos combustíveis. Isso, diga-se de passagem, não tem relação com os impostos cobrados. Tem a ver com estratégia dos postos e custos relacionados à logística.

EXÉRCITO
Vale ressaltar também que o governo estadual tem demorado a reagir às críticas. Apesar de não ter culpa, demora demais para coordenar uma resposta. Faltam interlocutores políticos para rebater os argumentos falaciosos com dados. O secretário de Tributação, Carlos Eduardo Xavier, tem feito a parte dele, mas, para ganhar a batalha, são necessários mais soldados.

DE VOLTA
Após não ter conseguido se reeleger para a Câmara Municipal, o ex-vereador Ney Lopes Júnior (PDT) vai voltar ao Procon, órgão que ele conhece bem (na esfera estadual). Ontem, saiu no Diário Oficial a nomeação dele para o cargo de diretor-adjunto do Procon Natal.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.