BUSCAR
BUSCAR
Política
Confira a coluna “Nos Bastidores da Notícia” de quarta-feira 20

20/01/2021 | 07:20

PEGOU MAL
A decisão do prefeito Álvaro Dias de “furar a fila” e ser o 1º a receber a vacina contra a Covid-19 em Natal repercutiu muito mal para ele. Tanto que, poucas horas depois, ele mesmo voltou atrás na decisão e desistiu. Apesar da boa intenção – o objetivo era dar o exemplo e estimular os natalenses a se vacinarem –, a ação foi interpretada como uma “carteirada” do prefeito e como um desprestígio aos profissionais de saúde que atuam na linha de frente de combate ao coronavírus. Por ser médico, Álvaro até está no grupo prioritário para receber a vacina, mas, considerando a escassez de doses da vacina, é hora de dar a vez para quem está salvando vidas arriscando a própria. O prefeito, que até agora só lucrou em termos de popularidade com as ações durante a pandemia, errou na dose e partiu para uma manobra arriscada politicamente. Ciente dos riscos políticos e da péssima imagem que poderia passar, tomou a decisão mais acertada e recuou.

E SE FOSSE FÁTIMA?
O secretário estadual de Planejamento e Finanças, Aldemir Freire, criticou a ação do prefeito de Natal. “E se a governadora Fátima Bezerra tivesse sido a primeira a receber vacina no RN? Como reagiria a ‘opinião pública’ da capital potiguar?”, questionou o secretário.

SOBRE DAR EXEMPLO
A jornalista Guia Dantas, assessora de comunicação do Governo do Estado, também condenou a atitude do chefe do Executivo da capital – que depois, só para registrar, voltou atrás. “Neste caso, ‘dar exemplo’ não seria evitar furar a fila não?”, alfinetou.

INUSITADO E CONTRADITÓRIO
O cientista político Daniel Menezes ressalta que Álvaro, que tentou passar na frente dos demais profissionais de saúde, fez campanha durante toda a pandemia em prol do vermífugo ivermectina, medicamento que não tem eficácia comprovada contra o coronavírus. Para Daniel, a tentativa do prefeito de ser o 1º a ser vacinado era algo “no mínimo inusitado e contraditório”.

DO OUTRO LADO DA SERINGA
Mas, apesar de não ser mais o 1º a receber a vacina, Álvaro Dias não deixará de sair na foto nesta quarta-feira, no ato simbólico de início da campanha de vacinação contra o coronavírus no Ginásio Nélio Dias, na Zona Norte. Ele, enquanto médico, deverá aplicar o imunizante em um profissional de saúde da rede municipal.

PROTAGONISMO DIVIDIDO
No ato simbólico realizado na Escola de Governo ontem que marcou o início da campanha de vacinação contra a Covid-19 no Rio Grande do Norte, chamou a atenção o aceno da governadora aos prefeitos da Região Metropolitana. Fez questão de chamar Paulo Emídio (São Gonçalo do Amarante), Emídio Júnior (Macaíba) e Júlio César Câmara (Ceará-Mirim) para aparecerem na foto junto com os profissionais de saúde dos respectivos municípios. O de Natal, Álvaro Dias, o de Parnamirim, Rosano Taveira, e a de Extremoz, Jussara Sales, também foram convidados, mas enviaram representantes.

SÓ NO FIM DO MÊS
Voltando a Álvaro Dias, o prefeito de Natal falou ontem também sobre a reforma que tem promovido no secretariado. À coluna, o chefe do Executivo falou com exclusividade que as nomeações e trocas vão continuar nos próximos dias e só deverão ser concluídas no fim do mês.

PRIORIDADE É O LEGISLATIVO
Cotada para assumir uma das secretarias municipais, a vereadora Nina Souza (PDT) continuará na Câmara Municipal. Ao Agora RN, o prefeito disse que gostaria de ver a pedetista em uma das pastas, mas que ela é imprescindível na Câmara neste momento. Ficará para depois.

ESTRATÉGIA
Álvaro Dias também decidiu colocar uma pessoa de sua confiança na problemática STTU. Sai Elequicina Santos, que não conseguiu viabilizar a licitação do transporte nos últimos anos. Entra Paulo César Medeiros, que até pouco tempo atrás estava na Secretaria de Governo.

JUNTANDO OS DOIS
O ex-vereador Fernando Lucena não poupou críticas aos ministros potiguares Fábio Faria (Comunicações) e Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional). Em publicação nas redes sociais, o petista afirmou que não vê vantagem para o RN da presença dos dois na Esplanada dos Ministérios. “Juntando os dois não dá a canela de um”, disparou.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.