BUSCAR
BUSCAR
Opinião
Confira a coluna de Alex Viana deste sábado 14
Alex Viana
14/11/2020 | 07:33

COBERTURA COMPLETA I

O Agora RN fará neste domingo 15 uma ampla cobertura das eleições. Logo cedo, já nas primeiras horas da manhã, a equipe de reportagem vai percorrer os principais locais de votação na Grande Natal para mostrar a movimentação.

COBERTURA COMPLETA II

Ao longo do dia, no portal de notícias www.agorarn.com.br e nas redes sociais do Agora, o leitor poderá acompanhar em tempo real o que está acontecendo nos municípios pelo interior do Estado. E, à noite, análises vão detalhar os resultados das eleições nos principais municípios do Estado.

COBERTURA COMPLETA III

A edição impressa de segunda-feira 16, o dia seguinte ao 1º turno, será especial. O jornal trará os principais desafios do próximo gestor da capital, além de um guia completo com os eleitos para vereador na capital e os prefeitos pelo interior potiguar.

FIM DE LINHA

A campanha eleitoral mais diferente desde a redemocratização do País chega ao fim neste sábado 14 inspirando muitas reflexões.

DESINTERESSE

Há muito tempo não se via um eleitor tão distante e desinteressado do processo eleitoral. Várias pesquisas têm mostrado que, no que dependesse do eleitor, provavelmente nem teríamos votação este ano.

FALTOSOS

Exatamente por isso, espera-se que, este ano, tenhamos um recorde de abstenções, especialmente da faixa etária de idosos que não é obrigada a votar.

APATIA

Além disso, durante os últimos 45 dias, o que se observou em vários atos de campanha foi que vários candidatos tiveram dificuldade de penetrar nas comunidades, em função da repulsa do eleitor quanto ao processo eleitoral.

FECHANDO AS PORTAS

Em muitas ruas da capital, Natal, moradores ignoraram carreatas e demais mobilizações e sequer saíram às ruas para acompanhar atos de campanhas dos candidatos.

AGLOMERAÇÕES

De cidades do interior, vieram as imagens mais lamentáveis da campanha. Apesar da pandemia, em muitos municípios, candidatos desrespeitaram completamente as recomendações sanitárias e promoveram aglomerações como se estivéssemos em um carnaval fora de época.

CADÊ A PUNIÇÃO?

Na maioria das localidades, as autoridades fizeram vista grossa. Não se tem conhecimento de qualquer punição aplicada aos transgressores.

PREJUDICADO

Quem respeitou as orientações do Ministério da Saúde e da Justiça Eleitoral acabou sendo penalizado. Afinal de contas, os candidatos que ignoraram as recomendações e saíram puderam, de alguma forma, apesar da repulsa do eleitor, expor suas propostas de forma mais ostensiva.

SEM SENTIDO I

Na TV e no rádio, mais uma vez observou-se que é preciso alterar a propaganda eleitoral obrigatória.

SEM SENTIDO II

O horário eleitoral em bloco perdeu completamente o sentido. Só atrapalha a programação das emissoras (já que tem hora certa para entrar no ar) e ainda tem pouco efeito sobre a decisão do eleitor.

SEM SENTIDO III

Como a propaganda entra todo dia no mesmo horário, o eleitor desinteressado, que é a maioria, segundo as pesquisas, sabe exatamente quando não ligar o rádio ou a TV – o que, por tabela, derruba a audiência. 

SEM SENTIDO IV

No caso de Natal, que tem 14 candidatos a prefeito, o horário eleitoral em bloco tem ainda menos sentido. Dez minutos é muito pouco tempo para que os candidatos detalhem seus projetos e ações. A situação de alguns candidatos chega a ser vexatória. Com poucos segundos, só dá para dizer o nome, o número e o slogan. Quem ganha com isso? Para quê manter esse formato, se nem mesmo a maioria dos eleitores – para quem são feitos os programas – assiste?

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.