Atualização
RN confirma 102 novos óbitos por Covid-19 e total de mortes chega a 1.879
Segundo a Sesap, o alto volume é referente a semanas epidemiológicas anteriores. A pasta informou que um atraso no envio das informações teve reflexo no quantitativo de óbitos reportado na última atualização.
Por Redação - Publicado em 02/08/2020 às 08:27

A Secretaria de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap) confirmou 102 novas mortes em decorrência da infeccção provocada pelo novo coronavírus, a Covid-19, e total de óbitos chega a 1.879 no estado (na sexta eram 1.777). Os dados foram atualizados neste sábado (1º). De acordo com a Sesap, o alto volume é referente a semanas epidemiológicas anteriores. A pasta informou que um atraso no envio das informações teve reflexo no quantitativo de óbitos reportado na última atualização. Ainda de acordo com a Secretaria, 4 mortes ocorreram, de fato, entre a sexta (31) e este sábado.

Segundo o boletim divulgado, o RN contabiliza também 51.557 casos confirmados da doença (um incremento de 1.141 em relação à atualização anterior), 62.855 casos suspeitos e 81.364 descartados. O número de pessoas recuperadas é de 22.901. Além disso, ainda há 219 óbitos em investigação. A taxa de isolamento social está em 36,9%.

Em todo o estado, há 401 pessoas internadas em decorrência da infecção. Este total está distribuído da seguinte maneira:

  • 260 pacientes na rede pública, sendo 114 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI); 40 em leitos semi-intensivos e 106 em leitos clínicos. A taxa de ocupação dos leitos críticos do SUS está em 70,72%;
  • 141 pacientes na rede privada, sendo 52 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI); 13 em leitos semi-intensivos e 76 em leitos clínicos. A taxa de ocupação dos leitos críticos da rede privada está em 42,48%

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Não é seguro retomar aulas no RN, avalia Comitê
Natal tem mais de 3,3 mil pessoas com o coronavírus ativo no organismo
Mortes por doenças respiratórias continuam crescendo nas capitais
Governo do Estado adia terceira fase da reabertura da economia