Decisão
Ministério da Educação nomeia reitor interino para o IFRN
Informação foi divulgada nesta segunda-feira (20), no DOU; Eleito em votação, professor José Arnóbio tomaria posse do cargo
Por Redação - Publicado em 20/04/2020 às 09:46
Arquivo Pessoal
Reitor interino do IFRN, Josué de Oliveira Moreira
Publicidade
O Ministério da Educação nomeou o professor Josué de Oliveira Moreira para ocupar o cargo de reitor interino no Instituto Federal do Rio Grande do Norte. A posse do reitor eleito em votação realizada pela instituição, José Arnóbio de Araújo Filho, seria nesta segunda-feira (20). Josué, no entanto, não concorreu na eleição para a reitoria, que aconteceu em dezembro de 2019.

A informação foi divulgada nesta segunda, no Diário Oficial da União (DOU). Conforme consta na publicação, o ministro Abraham Weintraub utilizou do artigo 7º da Medida Provisória 914, que permite intervenção do Governo na escolha de um reitor interino para a instituições na vacância simultânea dos cargos de reitor e vice-reitor e na impossibilidade de homologação do resultado da votação, em razão de irregularidades verificadas no processo de consulta do MEC.

O novo gestor do IFRN, Josué de Oliveira é recém-filiado ao Partido Social Liberal (PSL). Josué concorreu à Prefeitura de Mossoró em 2016, pelo Partido Social Democrata Cristão (PSDC), ocasião em que a atual prefeita do município, Rosalba Ciarlini foi eleita. Nas urnas, o professor recebeu 1.370 votos, correspondente a 1,04% do total.

O professor José de Arnóbio estava prestes a assumir o cargo. Ele venceu a eleição no fim do ano passado, com 48,25% dos votos, quando superou o ex-reitor da instituição, Wyllys Farkatt Tabosa, que recebeu 42,26%, e outros dois candidatos. A Reportagem do Agora RN procurou o professor Arnóbio, mas não conseguiu contato.

Confira a nota oficial do MEC, divulgada na tarde desta segunda (20):

O Ministério da Educação (MEC) informa que o processo eleitoral para escolha do reitor do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) deu início antes da edição da Medida Provisória 914, de dezembro de 2019, que dispõe sobre o processo de escolha de reitores e prevê a lista tríplice.

No andamento do processo eleitoral, o reitor cotado para a vaga passou a ser alvo de um Processo Administrativo Disciplinar. Em observância ao princípio da razoabilidade, até que o caso seja definitivamente resolvido, o MEC designou um reitor pro tempore, o professor Josué de Oliveira Moreira, para comandar o IFRN.

Publicidade
Publicidade