Publicidade
Avanço
Laboratório do Governo do Estado vai fazer diagnóstico do coronavírus
Atualmente os diagnósticos são enviados para um laboratório no Pará e necessitam de um prazo de sete dias para dar os resultados
Por Redação - Publicado em 20/03/2020 às 08:44
Divulgação
Laboratório Central do RN (Lacen) passará a dispor de kits para diagnóstico do novo coronavírus
O Laboratório Central do Rio Grande do Norte (Lacen/RN) passará a dispor de kits para diagnóstico do novo coronavírus. A medida permitirá a realização do diagnóstico mais rápido em pacientes com sintomas graves, pois o laboratório (Instituto Evandro Chagas no Pará) que atualmente faz os diagnósticos necessita de um prazo de sete dias para dar os resultados.

“A notícia é boa, mas é importante lembrar que a quantidade de kits é limitada e o uso restrito aos casos críticos”, explicou o secretário estadual da Saúde, Cipriano Maia.

Em relação aos kits de coleta e aos reagentes para os demais vírus respiratórios, a Sesap está fazendo um processo de dispensa emergencial para compra desses insumos.

Fluxo

A coleta é realizada nas unidades de saúde, e cada município organiza seu fluxo e o local em que a coleta deverá ser realizada. Em seguida, a amostra é encaminhada para o Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Lacen), onde é realizado o processamento da amostra para Influenza e outros vírus respiratórios. Se der positivo para algum desses, é descartada a hipótese do novo coronavírus. Se der negativo ou inconclusivo, essa amostra é encaminhada para o Instituto Evandro Chagas, no Pará, onde a amostra será testada para todo o painel viral e para o novo coronavírus.

Quem vai fazer o teste?

Embora no Rio Grande do Norte não haja falta do kit de coleta ou do reagente, existe uma orientação do Ministério da Saúde para que sejam seguidos os critérios clínicos e epidemiológicos para solicitação do exame, o que só pode ser feito pelos profissionais de saúde, que avaliam se o paciente se encaixa nos critérios estabelecidos para a coleta.

* Por Diário Político

Publicidade
Publicidade