BUSCAR
BUSCAR
Caern à venda ?
Vídeo gravado em 2015 rebate as declarações da JBS sobre privatização
O governador descarta a privatização, justificando a recuperação da Companhia e sua eficácia como instrumento fundamental no saneamento da capital do Rio Grande do Norte

22/05/2017 | 20:37

Um vídeo publicado em dezembro de 2015, no YouTube, rebate as declarações feitas, na semana passada, pelo diretor de relações institucionais da J&F, Ricardo Saud, onde o governador Robinson Faria teria recebido R$ 10 milhões como doações para sua campanha ao governo do Estado (2014), em troca da privatização da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern).

No vídeo, o governador descarta a privatização, justificando a recuperação da Companhia e sua eficácia como instrumento fundamental no saneamento da capital potiguar. “Vamos fortalecer a Caern, pois ela vai deixar um legado para a posteridade. Natal será a primeira capital brasileira 100% saneada. Você tem que vender o que está dando prejuízo, o que está dando ônus para o Estado, não o que está dando lucro e ajudando a atingir metas. A Caern tem seu papel”. Jamais irei entregar esse patrimônio ao setor privado”.

Ainda de acordo com as declarações, sem quaisquer provas,  Saud fala da suposta nomeação de um secretário de Estado que acompanharia ‘tudo de perto’ (esquema). Fora o atual presidente da Caern, Marcelo Toscano, até o presente momento, o quadro de secretários da administração é composto, principalmente, por potiguares.

Em nota, Robinson Faria admitiu conhecer a JBS, durante o período eleitoral. O governador também confirmou o recebimento de doações ‘oficialmente, legalmente e devidamente registradas na Justiça Eleitoral e sem qualquer contrapartida nem ato de ofício’.

 

ASSISTA AO VÍDEO

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.