BUSCAR
BUSCAR
São Paulo
Vacinas contra o novo coronavírus estarão prontas para testes clínicos em 3 meses
Será necessário identificar se a vacina será eficaz na proteção contra a doença e se é segura para uso em humanos
Estadão Conteúdo
27/02/2020 | 17:43

O coordenador do Centro de Gerenciamento do Coronavírus em São Paulo, o médico infectologista David Uip, afirmou que o governo do Estado de São Paulo trabalha para que haja uma vacina contra o novo coronavírus, causador da covid-19, “pronta para testes clínicos em até 3 meses”. Segundo o médico, será necessário saber se a vacina será eficaz na proteção contra a doença e se é segura para uso em humanos.

De acordo com a diretora do Centro de Vigilância Epidemiológica em São Paulo, Helena Sato, o Estado de São Paulo apresenta hoje um caso confirmado da doença e 85 suspeitos, ou seja, aqueles que apresentam sintomas e, ou estiveram em um país em alerta, ou tiveram contato com algum caso confirmado.

Segundo o ministro da Saúde, Henrique Mandetta, a busca pela imunização está entre três as medidas que deverão concentrar os esforços do Ministério. São elas: testes rápidos, a busca por um medicamento retroviral, e, finalmente, a imunização. O ministro também reforçou a antecipação da campanha de vacinação da gripe nacionalmente, em um primeiro momento para gestantes, crianças até 6 anos, e puérperas e em seguida para pessoas idosas acima de 60 anos.

Mandetta ainda lembrou que é necessário não perder “o foco de muitas situações que estão na nossa mão” e relembrou o caso de um bebê morto em razão de infecção do sarampo por falta de vacinação. “Eu fico imaginando se esse pessoal antivacina, quando sair uma vacina para o coronavírus, se eles vão ficar em casa”.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.